Mudança na regra do extra point faz sua vítima mais cruel: Gostkowski

Gostkowski errou seu primeiro XP em 524 chutes

Gostkowski errou seu primeiro XP em 524 chutes

A vida dos kickers ficou extremamente perigosa na NFL após a mudança na regra do ponto extra nesta temporada. Ao invés dos chutes aconteceram da linha de 10 jardas, agora eles acontecem da linha de 23 jardas – totalizando uma distância de 33 jardas e não mais 20, como foi até o Super Bowl 49.

Durante a temporada 2015, os kickers foram bastante testados. Jason Myers, dos Jaguars, errou sete pontos extras no total. Adam Vinatieri, que sempre teve a excelência como marca de sua carreira, errou três pelo Indianapolis Colts. Nem o Cairão da Massa escapou, e o kicker dos Chiefs errou dois chutes. Matt Bryant, Nick Folk, Mason Crosby e Stephen Gostkowski foram os únicos que não erraram nenhum chute.

Dos invictos, o do New England Patriots era o que tinha mais acertado – 52 no total, e o quinto melhor aproveitamento em field goals. Na carreira, Gostkowski só tinha errado um ponto extra. Foi contra os Titans, em 2006, no seu ano de calouro, e ele foi bloqueado. O camisa 03 dos Patriots vinha de 523 extra points consecutivos acertados. Um recorde na NFL. Ele nunca errou um ponto extra em playoffs. No entanto, todos os números foram por água abaixo com o erro na decisão da Conferência Americana.

Gostkowski, que é chamado de “Mr. Automatic” justamente pelo fato de ser extremante seguro na hora do chute, foi vítima da nova regra. Se New England vencesse facilmente passaria batido, mas foi justamente o chute que saiu à direita do “Y” no Sports Authority Field at Mile High que mudou a história do Super Bowl 50.

É um pouco cruel isto tudo terminar assim. Eu estou chateado. Foi 100% minha culpa. Não acertei a bola corretamente no chute – Stephen Gostkowski.

O kicker errou a tentativa de ponto extra para empatar o jogo em 7 a 7. Se tivesse convertido, o jogo era para estar 20 a 13 quando Brady lançou o touchdown para Grownkowski e mais um XP empataria tudo. Como estava 20 a 12, os Pats não conseguiram a conversão e acabaram derrotados.

Injusto colocar a culpa toda no Gostkowski, mas foi um erro fatal, principalmente pela sua referendada competência. São essas nuances, que mudam a história do jogo em piscar de olhos, que fazem da NFL uma Liga fantástica. O melhor da temporada não fez o básico e saiu como vilão na eliminação dos Patriots. Gostkowski vai voltar melhor ainda em 2016 e baterá muitos recordes, mas o asterisco deste erro permanecerá.

Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Comentários