Panthers destroem os Cardinals e encaram os Broncos no Super Bowl 50

Tudo bem, o Carolina Panthers era favorito na final da NFC contra o Arizona Cardinals, mas nem o mais otimista torcedor dos Panthers imaginaria uma surra tão grande no Bank of America Stadium, em Charlotte. A receita foi a mesma que levou o time até aqui, defesa muito talentosa e agressiva, roubando bolas para um ataque dinâmico castigar. Foi assim que Carolina não tomou conhecimento dos Cardinals, venceu por 49 a 15 e enfrentará o Denver Broncos no Super Bowl 50 em Santa Clara! Mais um show do futuro MVP da temporada, Cam Newton, primeiro jogador da história a conseguir 300 jardas aéreas e dois TDs terrestres em uma partida de playoffs. Do outro lado, partida horrorosa de Carson Palmer, cometeu seis, isso mesmo, seis turnovers.

Nada mais justo do que os número 1 da NFC e da AFC na grande decisão. Os Panthers viajam para Santa Clara, onde fazem o Super Bowl 50 contra o Denver Broncos no Levi’s Stadium dia 7 de fevereiro. Em 21 anos de história, esse será o segundo Super Bowl da franquia da Carolina do Norte.  Na única vez que o time chegou a grande final, caiu diante do New England Patriots por 32 a 29 no dia 1º de fevereiro de 2004.

panthers grande

Amplo domínio dos Panthers

panthers cardinals 3Com já é característico dos Panthers quando joga em Charlotte, o time da casa começou o duelo atropelando o adversário. Não, não foi um domínio total como no primeiro tempo contra os Seahawks na semana passada, mesmo assim os Panthers abriram boa vantagem de forma até confortável, foram 17 pontos já no primeiro período. Enquanto isso, Arizona parecia estar sentindo o peso do jogo, não foi sombra daquele visitante indigesto que venceu sete dos oito jogos fora de seus domínios na temporada regular. Foram cinco minutos de posse, três punts e first downs no primeiro quarto.

Quando fiz o pré-jogo desse embate, imaginava os Panthers castigando pelo chão no começo da partida, por ter o segundo melhor ataque pelo chão e pela qualidade da secundária de Arizona. Não foi o que aconteceu. Cam Newton começou testando a defesa dos Cards pelo ar… e se dando bem. Carolina abriu o placar com um field goal de 45 jardas de Graham Gano, não demorou para ampliar a vantagem com mais dois touchdowns: primeiro um reverse sensacional em que o WR Ted Ginn correu 22 jardas até a end zone, depois uma linda conexão de 86 jardas de Newton para Corey Brown.

panthers cardinals 2Se a situação já estava complicada para os Cardinals, imagine quando os turnovers começaram a aparecer. Disparada a equipe que mais roubou bolas na temporada regular, os Panthers recuperaram três, isso mesmo, três fumbles e tiveram uma interceptação no segundo quarto. O primeiro deles forçado em Carson Palmer, que Carolina não capitalizou.Empolgado com o bom trabalho da defesa, o ataque de Arizona resolveu produzir. Teve a melhor campanha do time no primeiro tempo, drive de seis minutos finalizado com um mergulho do calouro David Johnson para touchdown.

Minutos depois, o show de turnovers continuava… Patrick Peterson não agarrou o punt, o time da casa recuperou e viu Newton no melhor estilo “Super Cam” voar para dentro da end zone e ampliar a vantagem. Meio desorientado, Palmer recebeu a bola de volta e… outro fumble forçado pelo feroz pass-rush do time da casa. Parecia que Cam Newton iria capitalizar mais uma roubada de bola, mas cometeu um erro bem feio, foi facilmente interceptado. Palmer teve uma rara chance de redenção, mas não foi nada bem, retribuiu o presente e lançou um passe estranho nas mãos de Kurt Coleman dentro da end zone no minuto final. Com muita tranquilidade, Carolina foi para os vestiários vencendo por 24 a 7.

Administração da vantagem

panthers cardinals 1O Carolina Panthers foi muito criticado pelo que fez na semana passada, abriu uma larga vantagem e viu o adversário encostar no placar, fato que já havia acontecido outras vezes na temporada regular. Dessa vez não. A equipe não deu nenhuma emoção aos espectadores, controlou com contundência o relógio e ainda aumentou a vantagem no terceiro período. Carolina gastou 11 minutos do terceiro quarto e ainda anotou dez pontos nas duas campanhas longas: um field goal muito curto de Gano e mais um fantástico touchdown de Cam Newton saltando com a bola para dentro da end zone, creio que é quase impossível ele não vencer o prêmio de MVP.

27 pontos separavam Cardinals e Panthers no último quarto, uma reação era quase impossível. O time visitante bem que tentou, buscou um touchdown em passe de 21 jardas de Palmer para o TE Darren Fells, mais uma conversão de dois pontos. O QB dos Cards esboçava levar o time a mais um TD, mas cometeu o quarto turnover da noite, trágico. Os Panthers capitalizaram a roubada de bola com o calouro Devin Funchess, que recebeu bom passe de Newton dentro da end zone. Carolina fechou o caixão com mais uma interceptação de Palmer, interceptada pelo monstro Luke Kuechly para touchdown. Vitória incontestável dos Panthers, que vão encarar o Denver Broncos no Super Bowl 50!

Comentários