Notas e análises do Draft 2016: NFC West

BARRA CARDINALS

draft cardinalsNota no Draft: B-

Com apenas seis escolhas no Draft, os Cardinals fizeram um bom trabalho trazendo bons prospectos em posições que precisavam de mais atenção. Na análise pré-Draft coloquei center como a posição mais carente da equipe, a expectativa era que o time buscasse um nome já na primeira rodada. Aparentemente, era o que os Cardinals tinham em mente, mas o melhor da posição, Ryan Kelly, foi escolhido pelos Colts muito antes da 29º escolha geral. Arizona tratou de manter a política de trazer jogadores talentosos, independente das questões extra campo. Assim como fez com Dan Williams e Tyrann Mathieu, o time trouxe um jogador que, falando em potencial, seria top 10 no Draft. Como foi a minha escolha no Mock feito antes do evento, impossível não gostar.

O center chegou na quarta rodada, Boehm é muito bom nos bloqueios e chega imediatamente para brigar pela posição de titular logo de cara. A escolha de segunda rodada faz todo sentido pela posição, um CB para brigar pelo posto de titular  ao lado de Patrick Peterson, a questão aqui é o nome escolhido. Williams era cotado para sair na sexta rodada, um ex-running back com pouca experiência. Não será titular logo de cara, deve ser trabalhado para atuar nos próximos anos. Esperava um QB jovem para ser trabalhado sob as asas de Carson Palmer, mas ele não veio, decisão ruim dos Cardinals, visto que o quarterback entra na temporada 2016 com 36 anos.

BARRA RAMS

draft ramsNota no Draft: B-

Assim como na análise dos Eagles, impossível dar uma nota precisa para os Rams depois de ter subido para a primeira escolha buscar o tão sonhado quarterback. Tudo vai depender se Goff será o jogador que a franquia espera. Se for, nota A+ para os Rams, se não, pode ter o mesmo fim de Robert Griffin III… agora é esperar para ver. Em plena reestruturação, a equipe resolveu trazer a peça que faltava nesse ataque para reestrear em Los Angeles. Gosto da agressividade, o que questiono é se Goff era mesmo o melhor quarterback do Draft. Embora tenha precisão nos passes e saiba ler defesas, ele atuava em apenas um sistema ofensivo na California e possui um recorde ruim nos anos de College. Não questiono a decisão de subir, mas penso que Carson Wentz era um melhor nome.

No mais, a equipe tratou de utilizar as escolhas que restaram basicamente para dar a Goff mais opções de lançamento. Há anos e anos a franquia luta para encontrar o tão sonhado WR1, eternas promessas fazem parte do elenco dos Rams na posição. Foram dois wide receivers e dois tight ends que chegaram, nomes que podem contribuir ao longo o ano. Higbee foi uma decisão polêmica devido ao histórico extra campo, resta saber como o time vai blindar o atleta. Pelo menos de início, a base do ataque deve ser formada em torno do excelente RB Todd Gurley. Senti falta de um safety para o lugar de Rodney McLedod, até porque Mark Barron foi deslocado para a linha de linebackers.

BARRA NINERS

draft niners

Nota no Draft: B-

Com a ideia de reestruturar os muitos buracos da equipe, o San Francisco 49ers entrou no Draft com muitas escolhas para dar corpo a essa equipe em 2016. Alguns bons nomes chegaram, mas esperava mais. Todas as posições carentes que listei na análise pré-Draft receberam jogadores, portanto, nada a reclamar nesse ponto (talvez um safety). A primeira escolha foi espetacular, listei Buckner saindo na 3º geral para os Chargers no meu mock. Para sorte de San Francisco, o substituto de Justin Smith caiu no colo da franquia, um jogador de Oregon, acostumado com o esquema do técnico Chip Kelly, que chega para uma posição que precisava de ajuda. Excelente. O que veio a seguir me assustou profundamente, uma das piores trocas que já vi em Drafts. Se os Niners tivessem ficado na posição 37º e tivessem escolhido Garnett já seria algo contestável, visto que era material e terceira rodada, agora abrir mão de mais duas escolhas para subir a 28º para selecionar o guard foi algo inexplicável. Quando a troca foi anunciada achei que o time iria de Myles Jack, faria algum sentido pelo menos.

No mais, uma mistura de jogadores talentosos e apostas. A secundária que precisava de ajuda ganhou três cornerbacks, Redmond é um bom jogador e chega já para brigar pelo posto de titular em 2016. A linha ofensiva ganhou mais profundidade com dois OTs, Kelvin Taylor deve ser um bom reserva no backfield, não gostei da equipe ter esperado até o sexto round para buscar um WR. A chegada de um jovem QB faz todo sentido, principalmente quando se tem dois quarterback medianos, para não falar outra coisa, no elenco. Há alguns anos, Driskel era considerado o melhor prospecto do país no High School, pode ser trabalhado nas mãos de Chip Kelly.

BARRA SEAHAWKSs

draft seahawksNota no Draft: B+

Como listei anteriormente, Seattle precisava de ajuda nas trincheiras, ver cinco dos dez jogadores selecionados de linhas ofensiva e defensiva faz total sentido. Os Seahawks fizeram um belíssimo trabalho no começo do Draft: desceram 5 posições, garantiram mais uma escolha de terceira rodada e ainda selecionaram o jogador que estava no topo da lista de prospectos. Bravo. A linha ofensiva de Seattle realmente precisa de toda ajuda que puder, já sofreu em alguns momentos do ano passado e viu bons nomes deixarem o elenco. Ifedi chega para ser titular como right guard. A segunda escolha da equipe também foi excelente, preenche um vazio com a saída de Brandon Mebane. Havia listado Jarran Reed saindo para os Redskins na 21º, portanto, subir até a 49º para contar com o jogador foi um ‘steal’.

A aposentadoria de Marshawn Lynch teve um impacto direto no Draft dos Seahawks, que trataram de trazer três atletas para o setor. Prosise foi outro ligeiro ‘steal’ na posição 90º, fico imaginando como Russell Wilson vai fazer estragos com o RB que é excelente recebendo passes. Alex Collins também é um bom talento, eles farão um belo trio com o também jovem Thomas Rawls. Jefferson é um bom prospecto para o meio da linha defensiva, Hunt um center reserva decente, Lawler fazia um bom trabalho recebendo passes de Jared Goff na California. A escolha de um tight end na terceira rodada me surpreendeu, por ser um time que conta com Jimmy Graham… Provavelmente Seatle mostra que sabe não poder contar com o jogador saudável a temporada toda.

Já pensou em lucrar com seus conhecimentos em futebol americano?

A Winner está dando R$ 20 grátis sem necessidade de depósito nesse link:

Description

Comentários