Roger Goodell nega acordo com Tom Brady e aguarda decisão da Justiça

Vai ficar mesmo para os tribunais a decisão se Tom Brady jogará ou não as quatro primeiras partidas do New England Patriots na próxima temporada regular. O comissário da NFL, Roger Goodell, declarou nesta segunda-feira que não existe mais a possibilidade de um acordo com o quarterback ou a Associação dos Jogadores da NFL (NFLPA), deixando a decisão sobre a punição ao jogador para a Justiça norte-americana.

Como eu disse antes, nós já tivemos todos os tipos de conversa. Nós tentamos conciliações durante todo o ano passado. Neste estágio que chegamos, não tem conversa. Nós estamos pensando na frente. A Justiça vai decidir e nós seguiremos o que eles disserem – declarou Roger Goodell.

A decisão está em julgamento no 2º distrito da Corte de Apelações, e Brady aguarda uma resposta para saber se ele terá a chance de uma segunda audição no caso do Deflategate, que começou no final dos playoffs 2015 da NFL.

Tom Brady foi punido por quatro partidas, ainda em 2015, por desinflar as bolas do jogo da final da AFC contra o Indianapolis Colts. Antes do início da temporada regular 2015, o QB recorreu na Justiça comum e ganhou a causa, jogando os quatro jogos. No entanto, em um novo julgamento, o juiz deu razão para a NFL, passando a valer novamente a pena, desta feita para a temporada regular 2016.

Por enquanto, Brady está fora dos quatro primeiros jogos da temporada

Por enquanto, Brady está fora dos quatro primeiros jogos da temporada

Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Comentários