Colts se aproveitam da apatia dos Jets e atropelam no MetLife Stadium

Foi assustador o que o New York Jets fez no Monday Night Football que fechou a segunda-feira. A franquia chocou o MetLife Stadium e o mundo… negativamente. Poucas vezes se viu uma performance tão sem vontade de um equipe na NFL: o time não fazia absolutamente nada no ataque e deixava buracos gigantescos na defesa – às vezes parecia que os jogadores corriam para não chegar. Lamentável. O desempenho foi tão ruim que algumas pessoas até cogitaram a possibilidade do time estar perdendo de propósito para ter uma escolha alta no próximo Draft. Bem, quem se aproveitou disso foi o Indianapolis Colts: o time de Indiana passou o trator sem dó nem piedade e venceu por 41 a 10 em East Rutherford. Andrew Luck acabou com um rating de 147,6, maior da carreira, e quatro passes para touchdown.

O triunfo em New Jersey levou os Colts a 6-6 e ao topo da AFC South ao lado de Titans e Texans. A briga pelo título promete ser feroz até a última semana. Já o New York Jets segue como um dos piores times da liga com um deprimente recorde de 3-9. As duas equipes voltam a campo neste domingo (11): Indianapolis recebe o Houston Texans às 16h no Lucas Oil Stadium, batalha direta pela ponta da divisão, enquanto que os Jets viajam a Santa Clara para encarar os Niners às 19h05 – um jogo de doer as vistas.

colts-jets-grande

Massacre do início ao fim

colts-jets-1Os Jets já deixaram claro desde os primeiro minutos de partida que não jogariam para vencer – estavam simplesmente cumprindo tabela. Isso ficou evidenciado nas duas primeiras campanhas do time de Indianapolis, ambas terminaram em touchdowns de Andrew Luck para o TE Dwayne Allen. O tight end dos Colts sequer foi tocado em ambas as ocasiões: no segundo TD ele fez uma simples rota corner e recebeu a bola completamente sozinho – não havia nenhum recebedor no mesmo CEP que ele. A defesa dos Jets estava jogando com a popular ‘calça jeans molhada’.

Talvez a única jogada expressiva dos Jets veio no começo do segundo período: uma linda corrida de 40 jardas de Matt Forte – um dos únicos que demonstrava vontade. O avanço posicionou Nick Folk para um field goal de 38 jardas, única pontuação da equipe até o famoso ‘garbage time’. Os Colts seguiram passando o carro sem dó nem piedade – anotaram mais dez pontos antes do intervalo: um field goal de 53 jardas do mito Adam Vinatieri e mais um passe de Luck recebido por Dwayne Allen dentro da end zone. Terceiro TD da dupla! Indy foi para os vestiários do MetLife Stadium com uma confortável vantagem de 24 a 3.

Colts administram na segunda etapa

colts-jets-2O QB Bryce Petty entrou no lugar de Fitzpatrick pouco antes do intervalo, mas não mudou muita coisa no capenga e desmotivado ataque. O jovem mostrava um pouco de vontade e até acertava alguns bons passes, mas o time não o ajudava. Já em ritmo de treino, os Colts seguiam gastando o relógio e pontuando – o time teve duas campanhas longas no terceiro período e colocaram mais dez pontos na conta: mais um field goal de Vinatieri, esse de 36 jardas, e o quarto passe para touchdown de Luck na noite, esse para o WR Donte Moncrief.

O jovem Petty recebeu sua chance, mas não mostrou que pode ser o QB do futuro da franquia: lançou duas interceptações bem feias no último período. Justiça seja feita, o camisa 9 também lançou um belo passe de 40 jardas para o touchdown do calouro Robby Anderson – único TD da franquia na melancólica noite em New Jersey. Com o QB Scott Tolzien em campo por quase todo último período, os Colts administraram a tranquila vitória fora de casa.

Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Comentários