Divisional Round 2017: pré-jogo de Houston Texans x New England Patriots

O primeiro finalista da Conferência Americana em 2017 sairá do duelo entre Houston Texans e New England Patriots. Dos quatro confrontos do final de semana do Divisional Round, esta partida tem tudo para ser a mais desequilibrada, com amplo favoritismo para Tom Brady e companhia, que vêm de uma folga na semana passada e ainda jogam em casa, onde conhecem cada centímetro do Gillette Stadium e do clima da partida.

Com um time superior, mais bem treinado e descanso, a tendência é que New England não enfrente problemas. No entanto, é preciso confirmar este favoritismo em campo e não entrar de salto alto no jogo – fato que dificilmente deve acontecer. Tom Brady vem de uma temporada regular sensacional, com apenas duas interceptações e 15 sacks sofridos nas 12 partidas que esteve em campo. Com tranquilidade para lançar, ele está castigando as defesas e muito disposto a chegar ao Super Bowl pela sétima vez.

Se parar TB12 não fosse o bastante, os Texans ainda terão que se preocupar com outra arma importante do adversário: LeGarrette Blount. O Buffalo dos Patriots anotou 18 touchdowns na temporada regular – mais do que qualquer outro running back. A atenção da defesa e a concentração terão que estar em nível máximo durante o jogo com essas duas peças.

Além de controlar os principais perigos, Houston ainda terá que se controlar, principalmente o ataque. Se serve de motivação, Brock Osweiler vem jogando melhor quando atua longe de casa do que em Houston. Quando joga no NRG Stadium, ele tem oito touchdowns e 12 interceptações, enquanto fora são sete TDs e quatro INTs. Nada muito animador, mas contra um favoritismo tão grande do adversário, um fator positivo que dá para se apegar é este, além da forte defesa.

O amplo favoritismo dos Patriots passa, além da temporada atual, do retrospecto entre os times e suas respectivas histórias. Houston e New England já se enfrentaram oito vezes, com apenas uma vitórias para os Texans. Em playoffs, apenas um confronto, em 2013, com fácil vitória dos Pats por 41 a 28 e show de Wes Welker. Na temporada regular, os times se enfrentaram e os Patriots aplicaram um sonoro 27 a 00, com o terceiro quarterback em campo.

Assim como fez durante toda a temporada, New England vai tentar emplacar o jogo terrestre para poder desgastar a defesa dos Texans rapidamente e deixar Brady tranquilo nos passes, sem sofrer muita pressão de Jadeveon Clowney. Se conseguir controlar as ações, o play action vai se tornar uma arma muito poderosa dos Patriots, com Chris Hogan e Martellus Bennett se tornando alvos muito importantes contra a secundária de Houston.

Outro fator chave para New England é a sua casa. O clima favorece os donos da casa, a torcida se inflama e poucos sabem como vencer em janeiro como Brady e Belichick. Esta combinação é quase certeza de vitória para os Pats.

 

Os turnovers foram companheiros frequentes dos Texans durante toda a temporada regular, mas agora o time precisa se livrar disso. Houston tem um saldo de -7 no diferencial entre turnovers cedidos e forçados. Do outro lado, New England é o terceiro, com +12 de saldo. Quem erra menos, normalmente vence os jogos na NFL, e isto passa muito por Brock Osweiler não se arriscar demais no frio de Boston.

Fora de casa, uma boa maneira de tentar tomar às rédeas do jogo é abafar a torcida adversária. Isto pode diminuir um pouco do ímpeto dos Patriots no jogo. Um turnover cedo ou duas campanhas de New England sem pontuar logo de cara serão fundamentais. A partir daí os Texans terão que fazer um jogo de xadrez no Gillette Stadium, com o jogo terrestre sendo fundamental para tirar a empolgação dos donos da casa e buscar ser uma das maiores surpresas dos playoffs da NFL.

Durante todo a análise falamos muito sobre o favoritismo dos Patriots. Isto se reflete no que as casas de apostas mostram para o primeiro duelo Divisional da Conferência Americana. Um trunfo do time da casa paga apenas 1.07, de acordo com o Oddsshark.com/br. Ou seja, se você apostar R$10 em uma classificação de New England, seu retorno será de apenas 70 centavos.

O spread em favor dos Patriots está em 15 pontos. Ou seja, New England é favorito para vencer por 15 pontos – e deve conseguir cobrir esta margem, pois o time é realmente muito superior aos Texans. Uma vitória dos Pats por mais de 15 pontos está pagando cerca de 1.91, um mercado muito melhor do que o da vitória no Moneyline.

BANNERNOVO

Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Comentários