Prévia da temporada 2017: Como será o ano do Los Angeles Chargers

Casa nova

Uma nova era para os Chargers começará a partir da temporada regular 2017 da NFL. De volta para Los Angeles, após 55 anos em San Diego, a franquia volta para a cidade onde tudo começou após uma decisão polêmica, que vinha se arrastando por várias temporadas e irritou os milhões de torcedores da equipe na ex-cidade. E não foi apenas a torcida, já que parte dos jogadores também se demonstraram contra a mudança.

Adaptação

Uma mudança de cidade é bastante complexa, e os times que passam por isso sentem bastante na adaptação. Com os Chargers não vai ser diferente, já que o time não terá nem uma casa mesmo na nova cidade. O estádio que vai mandar seus jogos, em divisão com os Rams, não ficará pronto antes de 2020. Até lá, os jogos da equipe serão no StubHub Center, casa do LA Galaxy, da Major League Soccer, e que tem capacidade para 30 mil pessoas. Será o menor estádio da temporada regular 2017 e da NFL em alguns anos.

Gordon e Watt estarão juntos novamente

Além da mudança de cidade, outra novidade do Los Angeles Chargers será no banco de reservas. Anhony Lynn assume a função de head coach pela primeira vez na carreira, após ser técnico do running backs e coordenador ofensivo em Buffalo. Em LA, trabalhará diretamente com Ken Whisehunt, que foi mantido no cargo de coordenador ofensivo. Conhecedor da posição, será fundamental para o crescimento de Melvin Gordon, que terá que assumir um papel mais importante no ataque.

Gordon é a grande esperança terrestre dos torcedores dos Chargers e terá dois importantes reforços. Na linha ofensiva, Russell Okung chega sem a mesma força de anos atrás, mas ainda assim como um importante reforço. Para abrir espaço, o running back contará com um velho conhecido. Draftado por Los Angeles, o FB Derek Watt jogou junto com Gordon em Wisconsin, no College.

Joey Bosa

A novela para a assinatura do contrato de calouro parece ter ficado para trás. Depois de muito polêmica e uma lesão, o DE Joey Bosa atormentou as linhas ofensivas com muita força e, principalmente, explosão. Foram 10,5 sacks para o jogador que foi a terceira escolha geral do NFL Draft 2016 e agora vem com muito mais força.

Ao lado de Bosa, Melvin Ingram pode transformar o Pass Rush do Los Angeles Chargers em um dos melhores da NFL. Agora, com contrato renovado, Ingram deve superar os oito sacks de 2016. Na secundária, Casey Hayward foi o líder em interceptações no último ano e lidera o backfield da equipe.

Joey Bosa tem tudo para ser um dos destaques defensivos do ano em 2017

Favoritismo em 2017

Os Chargers estão longe de serem favoritos ao título da temporada, com uma cotação de 61.00, segundo dados do Oddsshark.com. Mesmo dentro da divisão, a franquia é considerada como azarão, já que tem a maior odd para vencer a AFC West, pagando 7.00. Ou seja: se você apostar em Los Angeles para vencer a divisão, receberá R$70 apostando R$10.

Vai até onde?

Com um bom jogo terrestre, os Chargers podem crescer na temporada e até brigar por um lugar nos playoffs via Wild Card, já que será difícil bater os Raiders na AFC West. Um time equilibrado durante a temporada será crucial e um bom início deixará o torcedor de Los Angeles bastante animado.

Previsão: 4º da AFC West

Comentários