Prévia da temporada 2017: Como será o ano do Tennessee Titans

Fim dos oito anos de jejum?

Fora dos playoffs desde 2008, o Tennessee Titans chegou bem perto de retornar à pós-temporada em 2016, mas o aproveitamento abaixo da média dentro divisão minou este regresso. Empatado com o Houston Texans em 9-7 ao fim da temporada, os Titans perdeu no critério de desempate para a franquia do Texas e também não alcançou uma vaga no Wild Card. Em seu segundo ano na NFL, Marcus Mariota liderou um forte ataque, que teve no setor terrestre o principal destaque. Contudo, uma apática defesa aérea complicou o desempenho da franquia do sudeste dos Estados Unidos. Este ano, o time se reforçou posições necessárias, encorpou o elenco e promete quebrar o tabu que já dura oito anos.

Marcus Mariota correndo por fora na briga por MVP? Eric Decker e DeMarco Murray são peças fundamentais para isso

Esta será a terceira temporada de Marcus Mariota no comando ofensivo dos Titans e a expectativa é que seja a da “explosão”. O QB, perigoso tanto em seus passes, quanto em situações de corrida, conta com um auxílio de uma ótima linha ofensiva para colocar o melhor do seu jogo em prática. A exemplo de Dak Prescott no ano passado, Mariota, além de estar bem protegido, tem no ataque pelo chão um grande aliado para vencer as defesas adversárias. Há quem diga que Mariota corra por fora em uma possível briga pelo MVP da temporada. A aposta é ousada, mas não insana. Se o atleta liderar os Titans de volta ao título da divisão e, consequentemente aos playoffs, pode sim se colocar entre os principais nomes da posição.

Ponto forte da franquia no ano passado, o jogo terrestre deve ser ainda mais ameaçador. DeMarco Murray é a peça principal do setor, enquanto o segundo-anista Derrick Henry aparece como uma opção importante para mover o ataque pelo chão. Isso sem contar que a linha ofensiva é possivelmente a segunda melhor da NFL – atrás apenas do Dallas Cowboys.

Conjunto que mais ganhou reforços nesta intertemporada, o componente aéreo promete um desempenho muito superior ao de 2016. Depois de deixar os Broncos e passar pelos Jets, Eric Decker chega aos Titans como a esperança de ser o alvo de confiança de Mariota. É claro que o sucesso desta conexão demanda um bom nível de entrosamento, mas que, quando for atingido, deve colocar a parceria no patamar entre as mais perigosas da AFC. Quinta escolha geral do último Draft, Corey Davis tem muito potencial de desenvolvimento e é outra adição importante ao corpo de recebedores do Tennessee.

Defesa que pode carregar o time aos playoffs

O panorama da contenção dos Titans é similar ao de sua ofensiva. Segunda melhor da liga em avanços permitidos ao adversários, no ano de 2016, a defesa terrestre da franquia não perdeu nenhuma peça do grupo e deve repetir o ótimo desempenho nesta temporada. Ex-Broncos, Sylvester Williams ainda reforça o setor.

Calcanhar de Aquiles, não só da defesa, mas como da equipe em si em 2016, a contenção aérea passou por mudanças significativas e providenciais. O componente, que terminou como o terceiro pior em jardas aéreas cedidas na temporada anterior, foi reformulado e recebeu nomes que devem melhorar significativamente o setor.

O cornerback Logan Ryan, campeão do Super Bowl LI, deixou os Patriots para reforçar os Titans. Jonathan Cyprien chega para assumir a posição de strong safety, enquanto Kevin Byard surge com potencial de se consolidar como um dos bons free safeties da liga.

>>>VEJA O ÍNDICE COM TODAS AS PRÉVIAS PARA A TEMPORADA 2017

 

Favoritismo em 2017

As casas de aposta não parecem estar levando muita fé nos Ravens versão 2017. Segundo dados do Oddsshark.com, a chance do time ganhar o Super Bowl é de 51 para um! Baltimore é o oitavo nome para vencer a AFC, com 21 para um, e o terceiro dentro da AFC North: R$4,50 para cada real investido.

Vai até onde?

Depois de terminar na segunda colocação da AFC South em 2016, a esperança é que o Tennessee Titans, no mínimo, volte a vencer a divisão após oito anos. No mínimo. Isso porque a franquia do sudeste dos Estados Unidos aparece como uma das equipes com maior potencial de evolução da temporada passada para esta e pode surpreender se chegar aos playoffs.

Previsão: 1º da AFC South

Ingressos para a temporada 2016 da NFL

 

Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Comentários