Bears batem os Vikings em Chicago seguem cada vez mais líderes da NFC North

Caso você ainda não esteja levando o Chicago Bears a sério, é melhor começar a mudar de opinião. Esse time está arrumadinho e crescendo a cada rodada! Com um grande primeiro tempo, mantendo o ataque adversário zerado, o time de Matt Nagy fez valer o mando de campo e venceu o rival Minnesota Vikings por 25 a 20 no gelado Soldier Field. Grande Sunday Night Football dos ponteiros da NFC North! O duelo na Cidade dos Ventos fechou com chave de ouro a rodada de domingo da semana 11 da NFL.

A defesa que mais força turnovers foi fundamental na vitória: foram duas interceptações, uma delas retornada para TD, e um fumble forçado por Khalil Mack. Apesar de um jogo apagado nos números, com mais INTs do que TDs, Mitch Trubisky apareceu bem em alguns momentos. O mesmo não se pode falar de Kirk Cousins: ele não conseguiu capitalizar os turnovers forçados por sua defesa e lançou seus dois TDs quando a derrota já era eminente. 

A vitória faz com que os Bears abram ainda mais distância dos Vikings na disputada NFC North: 7-3 para Chicago, 5-4-1 Minnesota e 4-5-1 para Green Bay.

Reprodução / Site oficial Chicago Bears

 

Grande primeiro tempo dos Bears

Impulsionado pela fanática torcida no Soldier Field, o ataque os Bears começou com tudo: campanha de quase sete minutos e field goal de Cody Parkey. Minnesota tentou pagar com a mesma moeda, com mas de cinco minutos de posse, até o monstro Khalil Mack acabar com a festa com um fumble forçado em Dalvin Cook. Essa é a defesa que mais força turnovers na NFL! Infelizmente para o torcedor dos Bears, Mitch Trubisky retribuiu a gentileza e lançou uma interceptação nas mãos de Anthony Harris. 3 a 0 Bears no fim do primeiro período.

O domínio dos Ursos seguiu no segundo quarto: a defesa anulava totalmente as investidas de Kirk Cousins e o ataque seguia pontuando. Mais à vontade, Trubisky comandou uma linda campanha de sete minutos e finalizou com uma conexão de 13 jardas para o touchdown do calouro Anthony Miller. Minutos depois, mais Chicago com um field goal de 41 jardas de Parkey. Kirk Cousins ainda recebeu a bola de volta com 50 segundos no cronômetro, mas apenas conseguiu uma interceptação para a conta. Dominantes, os Bears foram para os vestiários vencendo por 14 a 0.

 

Minnesota reage, mas não leva

Apagada no primeiro tempo, a defesa dos Vikings resolveu aparecer na segunda etapa – complicando demais a vida de Trubisky. O grupo fez a parte dele e forçou mais dois turnovers do ataque dos Bears, uma interceptação e um fumble, mas, infelizmente para o torcedor de Minneapolis, Cousins não conseguiu transformar as roubadas de bola em touchdowns: ambos resultaram em field goals de Dan Bailey (ambos de 36 jardas). Fica extremamente difícil ganhar fora de casa quando isso acontece. 14 a 6 Chicago.

Se o ataque dos Bears sofria demais para conseguir pontos, a defesa resolveu dar uma ‘forcinha’ no começo do último quarto: Eddie Jackson interceptou Cousins e retornou por 27 jardas até a end zone adversária – colocando a diferença em 16 pontos após a segunda conversão de dois pontos bem sucedida. Jogo decidido? Nada disso! Kirk Cousins resolveu aparecer de forma positiva e anotou o primeiro TD dele na noite – em passe para Aldrick Robinson a cinco minutos do fim.

Dez pontos na frente do placar, Chicago teve a posse de bola de volta precisando de uma pontuação para matar o jogo – e ela veio. Cody Parkey se redimiu do desastre na semana passada e converteu seu terceiro field goal na noite – colocando seu time a um passo da vitória. Cousins ainda foi buscar mais um TD, em passe para Stefon Diggs, mas o onside kick não foi bem sucedido. Grande vitória dos Bears no Soldier Field!

 

Próximos jogos

O Chicago Bears volta a campo na semana 12 já nesta quinta-feira (22), às 15h30, no primeiro dos três duelos da rodada especial de Thanksgiving. Já os Vikings fazem um Sunday Night Football eletrizante contra o Green Bay Packers, no US Bank Stadium, às 23h20 do domingo (25).

Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Comentários