Steelers caem para os Chargers na maior virada da história do Heinz Field

Quando o Pittsburgh Steelers abriu 16 pontos de vantagem no Sunday Night Football, a impressão que dava era de mais uma vitória tranquila da equipe no emblemático Heinz Field. Bem… faltou combinar com o Los Angeles Chargers. Arrasador na segunda etapa, o time de Philip Rivers arquitetou uma virada épica e venceu o rival na Pensilvânia – a maior virada  sofrida pelos Steelers dentro do ‘Pote de Mostarda’.  Que ducha de água fria para o torcedor que lotou o estádio no duelo que fechou com chave de ouro a rodada de domingo da semana 13 da NFL.

Após uma primeira etapa discreta, o ataque dos Chargers engrenou e foi muito bem com 371 jardas totais – Philip Rivers computou 299 jardas, dois TDs e nenhuma interceptação. Do outro lado, uma atuação decepcionante dos Steelers no geral – o único grande destaque individual foi Antonio Brown com 154 jardas recebidas e um touchdown. A defesa cansou na segunda etapa e não foi páreo para o bom trabalho de Rivers e companha.

Os Chargers chegam a 9-3 e seguem firmes e fortes na cola do líder Chiefs – que possui uma vitória a mais. Já os Steelers estacionam em 7-4-1 e já estão vendo os Ravens no retrovisor com 7-5.

 

Começo arrasador dos Steelers na 1ª etapa

A primeira etapa foi claramente dominada pelos Steelers – tanto em jardas totais como em posse de bola. Não demorou para a equipe abrir uma ótima vantagem: foram dois touchdowns em um prazo de cinco minutos! Ambos aconteceram da mesma maneira: Ben Roethlisberger posicionou o time próximo da end zone e James Conner anotou dois TDs terrestres. 13 a o Steelers(Chris Boswell errou um extra point).

Depois de uma baita ducha de água fria, o ataque dos Chargers finalmente acordou para a vida: Philip Rivers completou bons passes e liquidou a fatura com uma ótima conexão de 46 jardas para o touchdown de Travis Benjamin. LA até poderia ter diminuído ainda mais a desvantagem, mas o time não capitalizou uma intercepação de Big Ben feita pelo calouro Derwin James.

Dominante, o ataque dos Steelers seguiu fazendo um bom trabalho e anotou mais dez pontos antes do intervalo: um touchdown de 28 jardas na conexão de Big Ben com Antonio Brown e um field goal de 48 jardas de Boswell. Com apenas duas jardas terrestres em toda a primeira etapa, os Chargers foram para o intervalo do Heinz Field perdendo por por 23 a 7.

 

Virada espetacular dos Chargers

Foi simplesmente assustador como o jogo mudou na segunda etapa. Acredite se quiser: os Chargers viraram a partida no ‘Pote de Mostarda’! Foram três touchdowns quase que consecutivos no terceiro quarto: uma conexão de Rivers para Keenan Allen, um maravilhoso retorno de punt do CB Desmond King (ambos com conversões de dois pontos bem sucedidas) e uma corrida de 18 jardas de Justin Jackson para dentro da end zone. Que reviravolta, amigos!

Ainda meio atordoado com a série de golpe, os Steelers encontraram força para reagir. Roethlisberger recebeu a bola de volta com oito minutos para o fim e foi buscar o empate em um drive ‘aos trancos e barrancos’ – finalizado com um passe curto para o RB Jaylen Samuels. Tudo empatado no Heinz Field: 30 a 30.

Quando parecia que o duelo iria para a prorrogação, Rivers voltou a brilhar com passes decisivos e, também na base da raça, posicionou seu kicker para o chute decisivo. Depois de uma novela interminável na hora de chutar, Michael Badgley colocou a bola dentro do “Y” e deu a vitória aos Chargers na Pensilvânia!

Comentários