Bill Belichick: a mente genial que mudou a história dos Patriots

No dia 27 de janeiro de 2000, o New England Patriots iniciou uma nova era na sua história. Robert Kraft, dono do time, apresentou Bill Belichick como novo técnico da franquia, confiando em um futuro melhor para um time que ocupava um papel secundário na NFL. O dirigente esperava sucesso com Belichick no comando do time, assim como a torcida patriota, mas ninguém poderia imaginar que ele comandaria a principal dinastia do início do século XXI.

Belichick é apresentado por Kraft como técnico do New England Patriots

Aos 23 anos, Bill entrou na NFL recebendo 25 dólares por semana para ser assistente de Ted Marchibrada, no Baltimore Colts. Passou por Lions e Broncos até chegar nos Giants, onde ficou entre 1979 e 1990 e ganhou os dois primeiros Super Bowls de sua carreira, como coordenador defensivo do time de New York. Ao lado de Bill Parcels, começou a mostrar um talento diferenciado, que mais na frente poderia render frutos na Liga.

>>PÁGINA ESPECIAL DO ENDZONE BRASIL COM TUDO SOBRE O SUPER BOWL 53

Belichick com Bill Parcells

Após quatro anos nos Browns, entre 1991 e 1995, quando levou o time aos playoffs em uma temporada, foi demitido e pela primeira vez trabalhou nos Patriots, mais uma vez com Parcells. Juntos, levaram New England ao segundo Super Bowl da franquia, mas acabaram derrotados pelo Green Bay Packers.

Após um trabalho de três anos nos Jets, chegou a hora do retorno. Belichick não era o favorito da torcida para o cargo de treinador dos Patriots, mas vinha com uma grande bagagem na Liga, fato que fez a diferença para transformá-lo em uma das mentes mais brilhantes na história da NFL, principalmente após draftar e lapidar um grande aliado no Draft de 2000: Tom Brady, selecionado na escolha 199.

O começo da maior dinastia da história da NFL

A partir dai foi construída uma história de extremo sucesso, que a maioria dos fãs ainda acompanha a trajetória da melhor dupla de quarterback e treinador da história. Este será o nono Super Bowl para cada (Belichick como técnico), com cinco conquistas no currículo. Tom Brady trouxe uma efetividade ofensiva para a genialidade defensiva de Belichick – uma combinação como nunca vista antes na NFL. Cada partida é diferente para o comandante dos Patriots, mesmo que o adversário seja o mesmo. Cada jogo é minuciosamente detalhado por uma das cabeças mais desenvolvidas da Liga.

Belichick com a namorada em um passeio de barco

Se os times de Bill Belichick mostram toda sua habilidade dentro de campo, sob a batuta de um técnico genial, fora dele o treinador não apresenta nenhum carisma. Ou melhor, muito pouco carisma. Sua relação fora da NFL quase não é vista. Com uma vida particular bem reservada, são raras as vezes você vê notícias de Belichick fora das quatro linhas. As entrevistas de BB são sempre diretas e rápidas, sem muitas palavras ou detalhes. E às vezes com pouco entendimento em relação as coisas alheias ao jogo. Sua posição política em relação a eleição de Donald Trump foi bastante questionada – em um dos momentos que ele mais chamou atenção por alguma coisa fora do futebol americano.

O “pouco” sucesso fora de campo fica completamente em segundo plano, tamanho sucesso dentro quando a bola oval voa pra valer. Rabugento por muitos, Bill Belichick quer colocar mais uma vez o seu nome na lista dos maiores, possivelmente o melhor, da história da NFL. O treinador vai em busca do seu sexto título de Super Bowl, completando mais uma dinastia. Após vencer os SBs 36, 38 e 39 – 49 e 51, tentará levantar o seu terceiro caneco em um período de cinco anos diante do Los Angeles Rams em Atlanta.

Tom Brady e Bill Belichick: a dupla que revolucionou os Patriots

Comentários