Divisional Round 2019: Prévia de Dallas Cowboys x Los Angeles Rams

Não foi nada fácil, mas Dallas conseguiu superar um embalado Seattle Seahawks no último sábado e avançou ao Divisional Round. Porém, a história agora é bem mais complicada. Os Cowboys irão ao Coliseum para enfrentar o Los Angeles Rams. Todd Gurley x Ezekiel Elliott, Jared Goff x Dak Prescott, Aaron Donald e a nova defesa feroz de Dallas, ingredientes não faltam para esperar que no sábado, às 23h15, Rams e Cowboys protagonizem uma batalha ferrenha valendo uma vaga na final da NFC.

Se estivéssemos na primeira metade da temporada, os Rams seriam amplamente favoritos sobre os Cowboys. Não que Los Angeles ainda não ostente mais essa situação, mas muita coisa mudou até aqui.

>>> Confira o calendário completo dos playoffs

Los Angeles, por exemplo, começou 2018 a todo vapor e só foram derrotados na semana 9, pelos Saints. Duas semanas depois, porém, os Rams responderam com uma vitória sobre os Chiefs, em um dos melhores jogos da história da NFL. Acontece que nas últimas semanas, Los Angeles deixou de ser aquela equipe extremamente empolgante do início da temporada, mas ainda segue sendo um dos melhores times da liga. Lesionado desde a semana 15, Todd Gurley estará de volta no sábado para, ao lado de Jared Goff, conduzir o poderoso ataque dos Rams. Do outro lado da bola, Aaron Donald está em ano de MVP e não será parado facilmente. No comando do time ainda tem o cerebral Sean McVay, que já provou ser capaz de decidir jogos com sua mente brilhante.

Visto isso, você deve estar se perguntando onde está a grande mudança que pode alterar o rumo deste duelo. A resposta está nos Cowboys. A franquia começou o ano com problemas já que tentava encontrar uma nova alma após a saída de duas estrelas – Jason Witten e Dez Bryant. Mesmo contando com um dos melhores corredores da liga, o “monstrinho” Ezekiel Elliot, parecia que o time precisava de mais. Na semana 9, esse “mais” chegou quando Dallas trouxe Amari Cooper dos Raiders para servir ao ataque liderado por Dak Prescott. A contratação do recebedor trouxe mais poder ofensivo e tirou a pressão de Zeke. Resultado: oito vitórias e duas derrotas desde o primeiro jogo de Cooper. Além disso, a dupla Vander Esch e Jaylon Smith elevou o patamar da defesa de Dallas, tornando o time ainda mais completo e perigoso.

Apesar de serem azarões desta vez, os Cowboys lideram o geral do confronto contra os Rams. Ao todo são 33 jogos, com 17 vitórias de Dallas e 16 de Los Angeles. Dentre esses duelos, oito deles foram válidos por playoffs e aqui há um empate: quatro triunfos para cada lado.

A última partida entre as franquias aconteceu na temporada passada, quando os Cowboys receberam os Rams no AT&T Stadium. Foi um grande jogo, com touchdowns das estrelas Gurley e Elliott e uma vitória de virada dos visitantes, com direito a show de Greg Zuerlein. “The Leg”, como o kicker é conhecido, anotou sete field goals e dois extra points na vitória por 35 a 30 dos Rams sobre os Cowboys.

Fora dos gramados desde a semana 15 por conta de uma lesão no joelho, Todd Gurley é um dos melhores em sua posição, senão o melhor – Ok, sabemos que Ezekiel Elliott está do outro lado. Em 14 jogos, Gurley correu 256 vezes e acumulou 1251 jardas, média de 89,4 jardas por jogo – a segunda melhor da NFL, atrás apenas de Zeke (95,6). Mas mais do que mover as correntes, o corredor é um perigo eminente para qualquer adversário. Gurley encerrou a temporada com a maior marca de touchdowns da liga: 21 (17 terrestres e 4 aéreos). Se estiver em forma, Todd Gurley dificilmente será contido e aí os Cowboys estarão com um grande problema para resolver.

Outro grande fator que pode ser chave nesta partida é Aaron Donald, que vive temporada digna de MVP. Em meio a problemática defesa dos Rams, Donald destoa de forma muito positiva. Em 16 jogos, são 20,5 sacks e 25 tackles para perdas de jardas, números que lideram essas estatísticas bem isoladamente. Aaron Donald parece melhorar a cada jogo e tem o suficiente para aterrorizar a eficiente linha ofensiva dos Cowboys, que precisará fazer a partida perfeita para proteger Dak Prescott e permitir que Dallas tenha chances de vencer o duelo.

Se Aaron Donald pode carregar os Rams à vitória, seus companheiros não estão no mesmo patamar. Pelo contrário, a defesa de Los Angeles é o grande ponto fraco da equipe e o principal caminho para a vitória dos Cowboys. Apesar de contarem com nomes como Marcus Peters, Sam Shields e Aqib Talib, a secundária dos Rams não é confiável e já cedeu mais de 300+ jardas em 4 jogos nesta temporada. Mas o pior ainda está na contenção ao jogo terrestre, que permitiu 1957 jardas deste tipo aos adversários ao longo do ano, a décima pior marca da NFL.

Diante disso, digamos que o “monstrinho” terá a faca e o queijo nas mãos para encontrar o caminho da vitória para Dallas. Seríamos repetitivos aqui se falássemos sobre os números de Ezekiel Elliot na temporada, já que o fizemos na prévia do Wild Card. Então, vamos olhar justamente para o jogo do último sábado. Contra os Seahawks, Elliott correu 26 vezes e acumulou 137 jardas, média de 5,27 por carregada. Mais do que números, Zeke foi a válvula de escape, resolvendo sempre quando foi acionado. Assim sendo, se a complicada defesa dos Rams vacilar, basta Prescott entregar a bola na mão de Ezekiel Elliott que ele certamente não perdoará.

Como não poderia ser diferente, os Rams aparecem com um grande favoritismo para o duelo na Califórnia. Segundo os odds do Oddsshark.com/br, a vitória do Los Angeles Rams paga R$1,30 para cada real apostado e o triunfo dos Cowboys em LA rende R$3,70 para 1. Como a vitória dos Rams paga muito pouco, a melhor pedida é investir em uma derrota dos Cowboys por poucos pontos. Portanto, a boa pedida é o spread de Cowboys +7, ou seja, que o time vai vencer ou perder por até sete pontos.

Palpite do Endzone Brasil: Dallas Cowboys 19 x 24 Los Angeles Rams

Comentários