Divisional Round 2019: Prévia de Los Angeles Chargers x New England Patriots

Pelo nono ano seguido, os Patriots assistiram à primeira rodada dos playoffs longe do campo. A realidade dos Chargers, porém, é bem diferente. Depois de superarem os Ravens no último domingo, Philip Rivers e cia vão à Foxborough tentar vencer pela primeira vez mais de um jogo de playoffs fora de casa em apenas uma pós-temporada. Embora tenham terminado a temporada regular com a segunda melhor campanha geral – à frente até mesmo dos Patriots – os Chargers precisarão de um grande jogo para baterem os Patriots no Gillete Stadium, às 16h05 deste domingo, e enfim, avançarem à final da AFC.

O início da temporada dos Patriots não foi dos mais comuns da franquia neste século. Com um uma defesa bem problemática, a equipe se viu em 1-2 após duras derrotas para Jaguars e Lions – dois dos piores times da NFL. Mas, como de costume, Belichick colocou ordem na casa, New England engatou seis vitórias seguida. É certo que, diferente das últimas temporadas, a equipe da Nova Inglaterra não conseguiu dominar a AFC, mas do “jeitinho” dela construiu seu caminho até os playoffs e conquistou o mando de campo no Divisional Round, fator que pode ser determinante neste domingo.

>>> Confira o calendário completo dos playoffs

Os Patriots venceram os últimos oito jogos de playoffs disputados no Gillette Stadium, a última derrota foi para o Baltimore Ravens em 2012. Vencer New England em sua “Fortaleza Gelada” é uma façanha das mais difíceis, mas nada melhor que um time que se acostumou durante o ano a triunfar longe de seus domínios para realizar isso.

A vitória sobre o Baltimore Ravens no M&T Bank Stadium foi a nona dos Chargers fora de Los Angeles. Bater adversários longe de casa foi um dos grandes destaques da campanha 12-4 dos Chargers na temporada regular – a única derrota foi para o seu vizinho Rams no Coliseum, ainda na terceira semana.

Se o cenário desta temporada permite que os torcedores dos Chargers tenham esperança, o retrospecto do confronto entre essas duas equipes está longe disso. Desde que assumiu a titularidade dos Chargers, em 2006, Philip Rivers jamais venceu Tom Brady: são sete partidas e sete vitórias para o camisa 12. Neste período, Rivers chegou a vencer os Patriots, mas isso aconteceu no ano de 2008, quando Matt Cassel assumiu a titularidade da equipe após uma grave lesão sofrida por Brady.

Depois disso, quatro vitórias em quatro jogos para New England. A última aconteceu na temporada passada, em 2017. Em casa, os Patriots contaram com quatro field goals de Stephen Gostkowski e um TD da dupla Brady-Gronkowski para baterem os Chargers por 21 a 13. Ao todo, as franquias se enfrentaram 41 vezes, sendo 24 vitórias para os Patriots, 15 para os Chargers e outros dois empates. Desses duelos, três deles foram de playoffs, onde mais uma vez New England é superior: 2 a 1.

Sempre ouvimos que para vencer os Patriots no Gillette Stadium, é imprescindível não dar tranquilidade para Tom Brady e seu ataque. Mais, é preciso saber pressionar o QB de New England sem abusar das blitzes, utilizando o poder da linha defensiva para fazer isso. Se vão conseguir não se sabe, mas os Chargers têm as peças necessárias para tal. Joey Bosa e Melvin Ingram são dois dos melhores pass rushers da NFL. Se a dupla conseguir colocar Brady em apuros, então os Chargers estarão mais próximos de surpreenderem os Patriots.

É verdade que Philip Rivers não foi o quarterback mais protegido durante a temporada, mas tudo indica que a vida do camisa 17 seja um pouco mais tranquila no domingo. Isso porque o pass rush dos Patriots, apesar ter batido Andrew Luck e Patrick Mahomes, se mostrou deficitário ao longo do ano. E dar espaço para Philip Rivers pensar não é algo indicado. Além de ser um grande quarterback, este ano, Rivers tem o quinto melhor QB rating da NFL quando está fora de pressão, com 115.9.

No último domingo, os Chargers surpreenderam os Ravens com o revezamento de sete defensive backs para auxiliar o trabalho dos linebackers. A estratégia deu certo e a defesa de Los Angeles conseguiu conter o forte jogo terrestre de Baltimore. Porém, essa saída pode ser um problema em Foxboro. Isso porque os Patriots têm o costume de usar muito bem o seu fullback James Develin, que se destaca por ser um ótimo bloqueador. Assim, é possível que a ausência de linebackers por parte de Los Angeles forneça espaço, principalmente pelo meio da defesa, aos Patriots e aí o ótimo calouro Sony Michel pode decidir a partida.

Tom Brady. É inevitável falar em vitória dos Patriots sem falar o camisa 12. Apesar deste ano não ser um dos melhores da carreira do QB, ele ainda é Brady. Descansado após a folga da primeira rodada, é bem provável que Tom Brady entre em campo neste domingo em boa forma. Visto que a defesa dos Chargers encontrou problemas para parar os Ravens no final da partida em Baltimore, não é difícil pensar que Brady encontrará espaços na proteção aérea de Los Angeles em Foxboro.

New England aparece com um bom favoritismo nas casas de aposta – muito pelo fator casa: enquanto a vitória dos Patriots rende R$1,50 para 1, o triunfo dos Chargers paga R$2,70 para cada real investido segundo os odds do Oddsshark.com/br. A mística dos Pats é forte, mas vale demais ficar de olho em uma possível vitória da zebra.

Palpite do Endzone Brasil: Los Angeles Chargers 27 X 25 New England Patriots

Comentários