Patriots massacram os Chargers e vão à final da AFC pela oitava vez consecutiva

Desde 2010, uma coisa é certa no mundo da NFL: o New England Patriots estará na final da AFC. A hegemonia dessa franquia na última década é simplesmente assustadora – a maior dinastia da história da NFL! A promessa de um jogo equilibrado na tarde deste domingo ficou apenas no papel – os Pats não deram qualquer chance ao Los Angeles Chargers e passaram o trator sem dó nem piedade: 41 a 28 no Gillette Stadium, em Foxborough. O massacre foi válido pela fase de Divisional Round da NFL.

Os Patriots começaram como um rolo compressor e não deram qualquer chance aos Chargers: foram 499 jardas totais e 37 minutos de posse de bola. Tom Brady foi simplesmente sensacional: completou 34 dos 44 passes com 343 jardas e um TD. Sony Michel também foi destaque com o melhor jogo da carreira: 129 jardas e três TDs terrestres. Do outro lado, nada deu certo para Los Angeles – foram apenas 19 jardas terrestres! Philip Rivers completou de 25 de 51 passes com três TDs e uma interceptação.

Os Patriots voltam a campo no próximo domingo para uma final da AFC que promete demais: Tom Brady e companhia viajam até o Missouri para encarar o Kansas City Chiefs de Patrick Mahomes às 21h40 no Arrowhead Stadium.

Patriots passam o rolo compressor

A promessa de um duelo equilibrado foi para o espaço desde os primeiros snaps – o New England Patriots começou feito um rolo compressor e não deu qualquer chance aos Chargers. Acredite se quiser: New England anotou touchdowns nas primeiras cinco posses de bola! Que massacre! Foram 24 first downs e 347 jardas apenas na primeira etapa – 114 delas terrestres. Os Chargers não viram nem a cor da bola!

Tom Brady fez o que quis com a secundária de Los Angeles, mas teve ‘apenas’ um passe para touchdown – conexão curta com Philip Dorsett. Os outros quatro TDs foram terrestres: três do calouro Sony Michel e um de Rex Burkhead. Que massacre! Os Chargers tiveram apenas uma campanha com pontuação – uma conexão de Philip Rivers para Keenan Allen. Com um domínio total e absoluto, os Patriots foram para os vestiários vencendo por 35 a 7.

New England administra a vantagem

A segunda etapa começou em um ritmo morno – com os Chargers sentindo o baque dos 28 pontos de desvantagem e os Patriots já pensando em administrar a vantagem. Os Pats gastaram dez minutos do relógio em duas campanhas longas no terceiro período – ambas resultaram em field goals curtos de Stephen Gostkowski. Já na base do desespero, os Chargers diminuíram a vantagem gigantesca do adversário com um TD terrestre de Melvin Gordon.

O embate seguiu em ritmo de treino até o apito final. Philip Rivers até lançou mais um touchdown, em um play-action com o TE Virgil Green, mas nada que sequer ameaçasse a hegemonia do time da casa. O QB dos Chargers decretou a derrota da sua equipe com uma interceptação bem feia nos minutos finais. Rivers até lançou mais um TD no famoso ‘garbage time’, mas nada que ameaçasse o triunfo dos Pats. Vitória maiúscula de New England em Foxborough!

Comentários