É hexa! Relembre os seis títulos de Super Bowl da história do New England Patriots

É simplesmente incontestável a dinastia de um time chamado New England Patriots no mundo da NFL. Os 19 anos da dupla Bill Belichick e Tom Brady são simplesmente fantásticos: 16 títulos da AFC East, nove vezes campeão da AFC e seis anéis de campeão do Super Bowl.  Todos os títulos chegaram após a chegada da dupla no começo dos anos 2000 – incontestável a maior parceria entre treinador e quarterback de todos os tempos.

Acreditem ou não, New England foi uma equipe mediana no século XX: nove participações nos playoffs em trinta anos e nenhum título. Panorama que mudou radicalmente com a chegada de um senhor chamado Bill Belichick em 2000, e, principalmente, quando um jovem totalmente desconhecido, um tal de Tom Brady, assumiu o posto de QB titular do time após a contusão de Drew Bledsoe. Nada mal para um QB escolhido apenas na sexta rodada do Draft de 2000 – esse é considerado o melhor pick de todos os tempos.

Se você é torcedor dos Patriots e começou a acompanhar a NFL a pouco tempo, pode ser que não saiba detalhes de todas as seis conquistas da história da franquia. Quer entender melhor o porquê da discussão sobre Brady ser o melhor de todos? Veja o que o camisa 12 aprontou em todas as seis partidas que trouxeram o Vince Lombardi:

1º Título: Super Bowl XXXVI (36)

New England Patriots 20, St. Louis Rams 17
New Orleans, Louisiana, 3 de fevereiro de 2002

A contrário das últimas finais, os Patriots eram considerados super azarões no Super Bowl 36. O time tinha no currículo até então duas participações e duas derrotas na grande final. O adversário era nada menos do que o grande time do St. Louis Rams de 2001 com um dos ataques mais poderosos de todos os tempos – apelidado de “Greatest Show on Turf” com Kurt Warner, Marshall Faulk, Isaac Bruce e Torry Holt. Os Rams tiveram 427 jardas totais contra 267 dos Pats, mas não levaram o Lombardi.

Os Patriots venceram a batalha dos turnovers (3 a 0) e limitaram o fortíssimo ataque a apenas 17 pontos. Entretanto, o momento final era todo dos Rams após empatarem a partida em 17 a 17 após estar perdendo por 17 a 3 no último quarto. Não foi um jogo brilhante do jovem Tom Brady em números, mas o jovem faturou o prêmio de MVP da partida. Por quê? Pelo minuto final. Com 1:30 no relógio, o garoto liderou um drive maravilhoso e posicionou Adam Vinatieri, outra lenda do esporte, para o field goal da vitória! Primeiro grande sinal de que se tratava de um jogador extremamente ‘clutch’.

2º Título: Super Bowl XXXVIII (38)

New England Patriots 32, Carolina Panthers 29
Houston, 1º de fevereiro de 2004

O primeiro dos dois Super Bowls conquistados em Houston… a cidade dá sorte aos Pats! Em sua primeira aparição em Super Bowls, os Panthers surpreenderam com uma belíssima atuação de Jake Delhomme mantendo o ritmo de um Tom Brady bem mais experiente. Foram um total de 868 jardas e 61 pontos – mesmo sem pontuações no primeiro e no terceiro período. Foram 37 no último quarto – um jogaço! Mais uma vez o roteiro se repetiu: Brady sendo um monstro nos segundos finais e posicionando Vinatieri para o field goal da vitória a quatro segundos do fim. Segundo prêmio de MVP do camisa 12 em finais!

3º Título: Super Bowl XXXIX (39)

New England Patriots 24, Philadelphia Eagles 21
Jacksonville, Florida, 6 de fevereiro de 2005

Os Patriots voltaram ao Super Bowl no ano seguinte e o adversário mais uma vez era um time da NFC que ainda não havia vencido o título: o Philadephia Eagles. O time de Philly comandado por Andy Reid e estava em uma fase espetacular com um ataque de Donovan McNabb, Brian Westbrook e Terrell Owens e a defesa liderada por Brian Dawkins e Jeremiah Trotter.

Os Eagles fizeram frente o jogo todo, mas um colapso no último quarto impediu o primeiro Super Bowl da franquia e deu o segundo título consecutivo dos Pats. O time de Philly saiu na frente, mas levou a virada em 14 a 7. As Águias foram buscar o empate ainda no terceiro período, mas sucumbiram com 10 pontos de Brady e companhia. McNabb até foi buscar mais um touchdown nos minutos finais, mas não foi o suficiente. O WR dos Pats Deion Branch foi eleito o MVP da partida com 133 jardas e 11 recepções.

4º Título: Super Bowl XLIX (49)

New England Patriots 28, Seattle Seahawks 24
Glendale, Arizona, 1º de fevereiro de 2015

Após vários anos sem conquistas os Patriots voltaram em grande estilo com mais uma brilhante atuação de Tom Brady.O que o camisa 12 fez no University of Phoenix Stadium foi algo que somente uma lenda pode realizar: perdendo por 10 pontos no último quarto, ele liderou os Pats a uma das mais fantásticas viradas da história dos Super Bowls. Com toda calma e habilidade, o camisa 12 comandou seu time a um triunfo épico, venceu o Seattle Seahawks por 28 a 24 e garantiu o quarto Super Bowl dele e da franquia! Conquista que veio de forma dramática, com uma interceptação  do calouro Malcolm Butler quando Seattle estava a uma jarda de anotar o TD da vitória nos segundos finais! Pete Carroll não correu na linha de uma jarda com Marshawn Lynch e pagou o preço.

5º Título: Super Bowl LI (51)

New England Patriots 34, Atlanta Falcons 28
Houston, Texas, 5 de fevereiro de 2017

Esse todos se lembram – e provavelmente nunca vão esquecer. Como apagar da memória a maior virada da história dos Super Bowls? Mais uma vez o adversário era um time sem títulos – assim como Panthers e Eagles. New England foi buscar uma diferença de 25 pontos e levou o duelo a uma improvável prorrogação – a primeira da história dos Super Bowls! Tom Brady arquitetou a maior reviravolta em uma final e James White garantiu o quinto título da franquia com um mergulho para dentro da end zone no overtime por 34 a 28. Que sorte de quem pôde presenciar esse momento único da história do esporte!

Difícil não colocar Tom Brady como melhor quarterback de todos os tempos após o dia 5 de fevereiro de 2017. LENDA! Ele mostrou uma frieza absurda na adversidade e foi buscar uma improvável virada: foram 25 pontos consecutivos em 17 minutos! A maior virada da história de um Super Bowl.

6º Título: Super Bowl LIII (53)

New England Patriots 13, Los Angeles Rams 03
Atlanta, Georgia, 3 de fevereiro de 2019

Não foi a atuação mais brilhante dos Patriots na grande final – pelo menos não do setor ofensivo. Se o ataque dos Pats não estava em uma noite inspirada, a defesa de New England roubou a cena anulando completamente o segundo melhor ataque da NFL em pontos ao longo da temporada 2018. As formações de Bill Belichick deram um nó na cabeça dos inexperientes Sean McVay e Jared Goff. O sexto título da maior dinastia da história da NFL!

O duelo no moderno Mercedes-Benz Stadium foi um prato cheio para quem aprecia um duelo mais defensivo, truncado, e dominado pelas defesas. Brady entrou no último período com o embate empatado em 3 a 3 e mais uma vez foi decisivo nos minutos finais: posicionou o ataque a duas jardas da end zone após uma sequência de cinco passes consecutivos. O RB Sony Michel mergulhou na end zone e deu aos Pats o sexto e histórico caneco na Georgia!


Comentários