Seis vezes Brady! Patriots batem os Rams em duelo truncado e conquistam o Super Bowl 53

Se alguém ainda tinha alguma dúvida que a dinastia do New England Patriots não era a maior de todos os tempos, isso morreu definitivamente na noite deste domingo (03). Não foi a performance mais dominante do planeta, mas o suficiente para cravar mais ainda o nome da franquia na história da NFL. Seis vezes Patriots! Seis vezes Tom Brady e Bill Belichick! Após um duelo extremamente truncado, Brady apareceu no último período e foi buscar uma vitória magra por 13 a 3 contra o Los Angeles Rams no Mercedes-Benz Stadium, em Atlanta. Pode comemorar, torcedor dos Pats! O sexto Vince Lombardi para a galeria da equipe – o maior número de todos os tempos ao lado do Pittsburgh Steelers.

Ao contrário dos últimos dois Super Bowls, o edição 53 entrou para a história pelo menor número de pontos da história: apenas 16. Você até pode achar que o jogo em si foi ruim, mas jamais pode contestar o que esse título significa! Os 19 anos de parceria da dupla Bill Belichick e Tom Brady são simplesmente fantásticos: 16 títulos da AFC East, nove vezes campeão da AFC e seis anéis de campeão do Super Bowl. Apesar da apresentação abaixo do esperado no geral, é preciso ressaltar o plano de jogo perfeito da defesa – que limitou o segundo melhor ataque da NFL a apenas três pontinhos na finalíssima na Georgia.

Primeiro tempo truncado e de poucos pontos

O primeiro quarto foi extremamente curioso na Georgia: embora os Patriots tenham dominado em posse de bola (11 a 4 minutos) e jardas totais (122 a 27), a franquia de Foxborough não conseguiu colocar pontos no placar! O primeiro drive da partida teve um início promissor para os Pats, mas acabou com uma interceptação de Tom Brady – após Chris Hogan não agarrar o passe e a bola ficar no ar. Minutos depois, Stephen Gostkowski teve a chance de abrir o placar com um field goal de 46 jardas, mas o chute foi muito para a esquerda e foi para fora. 0 a 0 no fim do 1º quarto.

Por incrível que pareça, o placar se movimentou apenas no começo do segundo período – e quem abriu o marcador foi os Patriots: campanha de sete jogadas transformada em um field goal de 42 jardas, com emoção, de Stephen Gostkowski. 3 a 0 Pats.

Do outro lado, foi um domínio assustador da defesa dos Patriots diante do ataque dos Rams: a primeira vez em 35 jogos que o time comandado por Sean McVay não pontuou na primeira etapa! Para se ter uma ideia, foram seis punts, apenas dois first downs e 57 jardas TOTAIS! O ataque terrestre simplesmente não conseguia aliviar nas primeiras descidas e Jared Goff não encontrava seus alvos em passes mais longos. No fim das contas, os Patriots foram para os vestiários com a vantagem de 3 a 0 no Mercedes-Benz Stadium – o menor número de pontos desde o Super Bowl 9.

Brady aparece no fim e garante o título dos Pats

Após um show, não muito empolgante, de Maroon 5, o duelo recomeçou com a mesma toada da primeira etapa: os quatro primeiros drives resultaram em punts. Depois de oito campanhas zeradas, finalmente o ataque dos Rams teve algum sucesso no final do 3º período. Com algumas boas corridas de CJ Anderson e Todd Gurley, Los Angeles posicionou Greg Zuerlein para um difícil field goal de 53 jardas – que ele converteu com maestria. Jogo empatado em 3 a 3 no fim do terceiro período – a primeira vez na história que um Super Bowl entrou no último quarto sem nenhum touchdown.

Quanto parecia que o duelo iria para a prorrogação, eis que um cidadão muito conhecido resolveu aparecer: Tom Brady. Alguém está surpreso? Pois é. Com a maestria de sempre, o camisa 12 acertou cinco passes consecutivos no começo do último período e posicionou seu ataque muito próximo da end zone. Sensação na temporada 2018 dos Patriots, o calouro Sony Michel coroou o ano mágico com o touchdown mais importante de sua carreira: o RB mergulhou dentro da end zone e deixou os Pats muito mais próximos do caneco!

Jared Goff recebeu a bola com sete minutos no relógio precisando, pelo menos, de um touchdown para voltar a empatar o duelo. O garoto tentou, acertou bons passes, mas a inexperiência acabou pesando no momento mais decisivo do Super Bowl 53: o camisa 16 lançou uma interceptação nas mãos de Stephon Gilmore a poucas jardas da end zone adversária. Que balde de água fria para os torcedores dos Rams! Com muita autoridade, New England gastou praticamente o que restava do relógio com o jogo terrestre e Gostkowski converteu o chute que deu o sexto anel de campeão para Tom Brady e Bill Belichick. A maior dinastia de todos os tempos!

Parabéns ao torcedor dos Patriots! E muito obrigado a todos pela companhia e audiência em mais uma temporada! Seguimos juntos, vocês são espetaculares! Até a próxima temporada!

Comentários