Mudança na NFL! Faltas de interferência no passe agora podem ser revisadas

Uma mudança que muita gente já vinha pedindo há algum tempo finalmente foi aprovada pelos donos das equipes: as faltas de interferência no passe agora fazem parte da lista de jogadas aptas a serem revisadas pela central de replays da NFL. Por 31 votos a 1, a medida foi aprovada na noite da última terça-feira (26) e vale, por enquanto, pelo período de experiência de um ano – apenas na temporada 2019.

A gota d’água veio na final da NFC – quando uma não marcação de interferência praticamente tirou o New Orleans Saints do Super Bowl 53. Embora seja lamentável que a liga precise de uma situação tão negativa como essa para agir, pelo menos daqui para frente a tendência é de marcações mais justas para uma falta que, muitas vezes, interfere diretamente no resultado de uma partida.

Como vai funcionar?

Os técnicos terão dois desafios por partida e podem jogar a flanela nos primeiros 28 minutos de cada tempo. Nos últimos dois minutos de cada tempo, a responsabilidade é apenas dos árbitros das partidas e da central de replays da liga em Nova York.

Talvez a grande questão seja a possibilidade de desafio nas marcações e principalmente nas não-marcações – exatamente o caso da final da NFC. Se a regra já estivesse em vigor há alguns meses, possivelmente a interferência teria sido marcada em Tommylee Lewis e os Saints poderiam ter disputado o Super Bowl 53 contra os Patriots em Atlanta.

Comentários