Análise de elenco e posições carentes para o Draft 2019 da AFC North: Steelers, Browns, Bengals e Ravens

Ao longo dos próximos dias o Endzone Brasil chega com um especial analisando os elencos e as carências das 32 equipes da NFL dias antes do tão esperado Draft na próxima quinta-feira (25). Hoje é dia de falar da AFC North!

BARRA RAVENS

Número de escolhas no Draft 2019: oito
Três posições carentes para o Draft: wide receiver, pass-rusher e linebacker

Além da troca de Joe Flacco, que já era mais do que esperada, o que mais chamou a atenção na intertemporada dos Ravens foi como o time perdeu talento na defesa: viu seu líder em tackles (CJ Mosley), sacks (Za’Darius Smith), snaps (Eric Weddle) e jogos na história da franquia (Terrell Suggs) irem embora.

Mesmo com a chegada de Earl Thomas, o time precisa buscar linebackers e pass-rushers no Draft. Baltimore teve a defesa no top 10 em quatro dos últimos cinco anos e deve trazer sangue novo para que consiga manter o nível sem os jogadores consagrados que deixaram o elenco.

Falando do ataque, as movimentações de mercado deixam claro que o plano da equipe é mesmo explorar a mobilidade de seu novo QB e depender o menos possível do jogo aéreo. Será que Lamar Jackson vai passar a bola em 2019? Com um dos piores, se não o pior, corpo de wide receivers da liga, Baltimore terá que buscar, pelo menos, dois WRs de qualidade no próximo Draft para ajudar o garoto.

BARRA BENGALS

Número de escolhas no Draft 2019: 11
Três posições carentes para o Draft: Linha ofensiva, quarterback e linebacker

Quando Marvin Lewis finalmente foi demitido, a expectativa era de uma nova era sob o comando de Zac Taylor – inclusive na posição de quarterback. Será que o pessoal em Cincinnati ainda não percebeu que não será possível chegar ao Super Bowl com Andy Dalton? Embora ache improvável, pelo pragmatismo histórico da franquia, gostaria de ver os Bengals utilizando a 11ª escolha geral em um QB para ser trabalhado e assumir o posto em 2020 – possivelmente Dwayne Haskins.

A comissão técnica pode ter mudado, mas a abordagem no free agency foi a mesma: poucas contratações e renovações com jogadores que já estavam lá – incluindo o criticado Bobby Hart. Por isso, a franquia precisa de muita ajuda nos dois lados da bola oval para sair da mediocridade.

Apesar da necessidade da linha ofensiva ser latente e muito falada pelos lados de Cincinnati, vale lembrar que a defesa foi a pior da NFL cedendo pontos! Com um corpo de linebackers BEM mediano, para não dizer ruim, os Bengals precisam de alguns playmakers no setor para voltar a ter uma defesa temida.

BARRA BROWNS

Número de escolhas no Draft 2019: Oito
Três posições carentes para o Draft: Linha ofensiva, secundária e linebacker

Desde o retorno de LeBron James aos Cavaliers não se via tanta animação pelos lados de Cleveland! Com o crescimento de Baker Mayfield, a base do ano passado mantida e a chegada de bons talentos, principalmente Odell Beckham Jr, a promessa é de que o time que terminou 0-16 há dois anos brigue firme por playoffs.

Agora, de nada adianta ter um dos ataques mais temidos da NFL e não conseguir dar tempo para Mayfield achar seus alvos. Chega de slants de cinco jardas para Jarvis Landry! Para que o QB consiga explorar todo potencial de Odell e companhia, é preciso reforçar bastante a linha ofensiva – que teve algumas baixas recentemente.

Apesar de ter dado um salto de qualidade no ano passado, a defesa ainda precisa de ajuda – especialmente a secundária. Vale lembrar que Jabrill Peppers foi embora na troca de Odell com os Giants, portanto, algum strong safety precisa chegar com a escolha 49 – a primeira do time no evento em Nashville.

BARRA STEELERS

Número de escolhas no Draft 2019: Dez
Três posições carentes para o Draft: Cornerback, wide receiver e pass-rusher

Em Pittsburgh a ideia é virar a página após o desmanche de um trio que, embora tenha sido um dos maiores da atualidade, nunca levou os Steelers ao Super Bowl. Com Antonio Brown nos Raiders, Le’Veon Bell nos Jets e Big Ben em fim de carreira, o foco agora está no futuro da franquia. Apesar do talento que se foi, a promessa é de um 2019 tranquilo e sem polêmicas no vestiário.

Embora o time tenha um bom substituto de Bell em James Conner, será difícil imaginar JuJu Smith-Schuster carregando o piano sozinho no jogo aéreo. Apesar da clara carência na secundária, pode ser que os Steelers gastem a 20ª escolha no Draft em um bom wide receiver – até porque é possível que os melhores cornerbacks já tenham saído.

Além da clara necessidade de um safety e um cornerback, a defesa também precisa de ajuda nos outros setores. O time ainda está com um buraco na linha de linebackers desde a lesão de Ryan Shazier e falta jogadores para colocarem pressão no QB ao longo de todos os 60 minutos de partida.

Comentários