Análise de elenco e posições carentes para o Draft 2019 da AFC West: Chiefs, Broncos, Raiders e Chargers

Ao longo dos próximos dias o Endzone Brasil chega com um especial analisando os elencos e as carências das 32 equipes da NFL dias antes do tão esperado Draft na próxima quinta-feira (25). Hoje é dia de falar da AFC West!

Número de escolhas no Draft 2019: Oito
Três posições carentes para o Draft: Quarterback, guard e running back

John Elway já deixou sua estratégia clara: preencher as principais lacunas da equipe no free agency e aproveitar o Draft para buscar os jogadores mais talentosos disponíveis – independente da posição. Kareem Jackson e Bryce Callahan chegaram na secundária, a posição de right tackle foi preenchida por Ja’Wuan James, até aí sem problemas. Agora, será que ele imagina que Joe Flacco pode levá-lo a um Super Bowl? A expectativa de todos em Denver é que o chefão veja o veterano apenas como tampão até um outro jovem assumir a bronca – algo similar ao que os Chiefs fizeram com Patrick Mahomes.

A grande questão é: será que esse novo talento chega já em 2019? Muitos dizem que Elway gosta demais de Drew Lock – quarterback de Missouri. Agora, como é muito possível que dois quarterbacks saiam nas primeiras seis escolhas, será que Denver vai ficar sentadinho na 10ª com tantos outros times precisando de quarterback podendo subir? Essa será uma das grandes atrações do Draft.

Independente de quem for o QB titular, ele precisa ser melhor protegido do que os últimos que passaram pelo Colorado. Colocar em campo um Joe Flacco ‘estátua’ atrás de uma linha ruim é receita para o desastre. Matt Paratis foi embora, Ronald Leary volta de lesão e a posição de right guard está uma bagunça. O time precisa com urgência de, pelo menos, dois jovens talentos para o setor.

Número de escolhas no Draft 2019: Oito
Três posições carentes para o Draft: Pass rusher, cornerback e linebacker

Apesar de contar com o atual MVP no elenco, o setor mais falado na intertemporada foi a defesa – muito pelo desempenho desastroso no ano passado. Steve Spagnuolo chegou e promoveu uma revolução no setor: o time se livrou de jogadores importantes como Justin Houston, Dee Ford e Eric Berry. Alguns jogadores mais acostumados com o 4-3 chegaram, mas é preciso ver como será o encaixe na prática.

Com 22 dos sacks do ano passado indo embora com Houston e Ford, Kansas City precisa com urgência de pass-rushers – mesmo após a chegada de Frank Clark. Como os melhores já não devem estar disponíveis na escolha 29, não se surpreenda com a equipe subindo algumas posições para buscar o seu defensive end.

Não é só na linha que precisam chegar jogadores aptos ao esquema 4-3 de Spagnuolo: o coordenador é um dos mais agressivos da NFL em termos de blitz e precisa de jogadores de secundária que segurem as pontas quando o time ficar desfalcado de jogadores atrás.

Número de escolhas no Draft 2019: Sete
Três posições carentes para o Draft: linha ofensiva, linha defensiva e linebacker

Após uma temporada regular excelente, com 12 vitórias em 16 jogos, o time foi totalmente dominado pelos Patriots em sua casa. O que mais chamou atenção foi o domínio total e absoluto dos Pats nas trincheiras! Como poucos reforços chegaram nas linhas, a expectativa é que essa seja a principal prioridade da equipe no próximo Draft.

Por mais que Philip Rivers consiga, sabe-se lá como, se manter saudável, ele levou mais pancadas do que deveria no ano passado e precisa ser melhor protegido. Dan Feeney e Michael Schofield sofreram DEMAIS contra alguns pass-rushers e precisam dar lugar a jogadores capazes de deixar Rivers confortável no pocket.

Apesar de contar com dois grandes pass-rushers em Joey Bosa e Melvin Ingram, o duelo contra os Pats deixou claro que o time precisa de mais profundidade no setor – ainda mais depois das saídas de Damion Square, Corey Liuget e Darius Philon na offseason.

Número de escolhas no Draft 2019: Oito
Três posições carentes para o Draft: Pass-rusher, running back e secundária

Após um 4-12 extremamente decepcionante, Jon Gruden sabe que precisa mostrar serviço o mais rápido possível, afinal, são 100 milhões de dólares em dez anos de contrato. Junto com o agora general manager Mike Mayock, ex-NFL.com, o técnico foi às compras e trouxe ao todo 15 jogadores – a maioria deles com chance de ser titular. Será muito interessante ver o que eles vão fazer com três escolhas de primeira rodada do próximo Draft.

As possibilidades são quase infinitas: gastam os cartuchos para trazer um novo QB? Sobem para o top 6 novamente e contam com dois atletas estelares? Ou ficam onde estão e draftam quatro bons titulares para o futuro? Apesar de muitos acharem a possibilidade absurda, pela presença de Derek Carr, não se surpreenda com Gruden despachando o veterano em um futuro próximo.

Apesar das várias contratações, o time ainda possui vários buracos – especialmente na defesa: o grupo é bem limitado e precisa de ajuda em todos os três setores. Um nome para o lugar de Khalil Mack é quase algo obrigatório em uma das três primeiras escolhas de 1ª rodada. No ataque, um jovem RB deve chegar.

Comentários