Seahawks batem os Cardinals no Arizona e vencem a terceira em 2019

Depois da derrota dolorida para os Saints no CenturyLink Field, o Seattle Seahawks se reabilitou em grande estilo: vencendo um rival de divisão fora de casa. Apesar de ter computado praticamente o mesmo número de jardas (340 a 321), os Seahawks foram mais eficientes quanto tiveram a bola e venceram até com certa tranquilidade: 27 a 10 no University of Phoenix Stadium, no deserto do Arizona.

Muito se falou do duelo entre Russell Wilson e Kyler Murray – o presente e o futuro da NFL. Os dois tiveram números bem parecidos: Wilson completou 22 de 28 passes para 240 jardas e um TD contra 22 de 32, 241 jardas, nenhum TD e uma interceptação do calouro. No fim das contas, a defesa de Seattle apareceu nos momentos cruciais e garantiu a vitória em Arizona.

Seahawks na frente no deserto

Os Cardinals tiveram a primeira posse da partida e posicionaram Zane Gonzalez para um chute de 43 jardas, mas o kicker errou o chute. Os Seahawks calaram de vez o estádio em Phoenix com 10 pontos consecutivos logo de cara: um field goal de Jason Myers e uma interceptação do recém-chegado Jadeveon Clowney retornada para a end zone adversária. 10 a 0 Seattle.

O ataque dos Seahawks seguiu castigando no começo do segundo período: Russell Wilson precisou de três minutos para lançar um TD para o tight end Will Dissly e ampliar a vantagem no deserto.

O calouro Kyler Murray até fazia um jogo digno, mas o seu kicker não ajudava: ele posicionou Gonzalez para mais dois chutes antes do intervalo, mas ele converteu apenas um. Dois erros apenas na primeira etapa! Do outro lado, Myers acertou a tentativa de 24 jardas no estouro do cronômetro e os Seahawks foram para os vestiários vencendo por 20 a 03.


Confira aqui todos os resultados da Semana 4


Seattle administra a vantagem

O terceiro quarto foi extremamente truncado e não teve pontos – foram dois punts de cada lado. Precisando mostrar serviço em casa, o ataque dos Cardinals finalmente produziu o primeiro touchdown da equipe no Arizona: o calouro Murray correu nove jardas e entrou na end zone – para explosão do torcedor no estádio. 20 a 10 no placar.

Temos um jogo no deserto? Não temos. A experiência dos Seahawks falou mais alto: o time recebeu a bola e produziu uma campanha de almanaque! O ataque de Seattle gastou oito minutos do relógio em 15 jogadas – a última delas uma corrida do RB CJ Prosise.

17 pontos atrás e com 2:13 no cronômetro, não teve como o calouro Murray tentar tirar algum coelho da cartola. A defesa de Seattle apareceu muto bem e garantiu o importante triunfo no deserto!

Próximos jogos

Os Seahawks voltam a campo já nesta quinta-feira (03): recebem os Rams no Thursday Night Football às 21h20. No domingo (06), os Cardinals visitam os Bengals em Cincinnati às 14h.

Comentários