Luke Kuechly anuncia aposentadoria precoce e segue tendência de outras estrelas

A semana começou boa para o Carolina Panthers, com o anúncio do novo corpo de treinadores, mas teve um momento desastroso para o elenco nesta quarta-feira(15): o linebacker e superestrela da equipe Luke Kuechly, 28 anos, anunciou sua aposentadoria dos gramados da NFL. A notícia veio através de um vídeo no twitter oficial do Panthers e pegou todo o mundo da NFL de surpresa – com mais um grande talento deixando os gramados de forma precoce.

No vídeo, Kuechly expressa seus sentimentos, emoções e motivos para o repentino abandono aos campos. “Eu sei que é o momento correto para eu seguir em frente. Isso me entristece porque eu amo jogar este jogo que eu jogo desde quando era apenas uma criança. É a minha coisa favorita a se fazer na vida. As memorias que eu tenho deste lugar, desta organização e de estar em campo com esses caras – elas nunca se apagarão” afirmou Kuechly, se referindo a sua paixão pelo jogo e ao time de Carolina.

“No meu coração, eu sei que esta é a coisa correta a ser feita. Existe apenas uma maneira de se jogar esse esporte desde quando eu ainda era criança – jogar com velocidade, jogar fisicamente e jogar com força. E neste ponto eu não sei se sou capaz de fazer mais isso”

Um dos melhores linebackers da atualidade

O agora ex-linebacker dos Panthers estudou em Boston College e foi selecionado com a 9ª escolha no draft de 2012. Em suas 8 temporadas de NFL, Kuechly foi eleito 7 vezes para o Pro Bowl (só não foi escolhido em sua temporada de novato, quando foi o Rookie Defensivo da Liga), 5 vezes All-Pro (prêmio dedicado ao melhor jogador de sua posição no ano) e uma vez melhor jogador de Defesa (2013) – além de liderar toda a NFL em número de tackles nesse tempo de 8 anos, com 1092.

ANDREW LUCK, ROB GRONKOWSKI E OUTRAS ESTRELAS TAMBÉM APOSENTARAM PRECOCEMENTE

O ídolo de Carolina não foi o único jogador a se aposentar recentemente devido a preocupações com lesões (mais especificamente concussões e problemas na cabeça). Andrew Luck, ex-QB do Indianapolis Colts, se retirou dos gramados antes do início da atual temporada citando diversas dores e problemas contínuos com contusões – além uma “perca de vontade” pelo jogo. O quarterback era um dos maiores astros da Liga, mas sucumbiu as constantes cirurgias e dores em seu corpo aos 29 anos de idade.

Rob Gronkowski, um dos maiores tight ends da historia da NFL, se aposentou em março de 2019, também com 29 anos. Com recordes quebrados e três anéis de Super Bowl conquistados, Gronk sempre teve problemas com lesão – devido ao seu estilo físico e as constantes pancadas recebidas em seus joelhos e costas. Tendo conquistado tudo que havia para se conquistar, Gronkowski decidiu que a melhor escolha para sua vida era cuidar de sua saúde física e mental enquanto houvesse tempo.

Outras aposentadorias recentes e impactantes incluem Doug Baldwin (ex-WR do Seattle Seahawks, se aposentou com 30 anos), Calvin Johnson, o Megatron (ex-WR do Detroit Lions, se aposentou como melhor da NFL em sua posição aos 30 anos em 2016), Patrick Willis (ex-LB do San Francisco 49ers, também se retirou com 30 anos em 2015), entre alguns outros nomes.

O fato é que muitas estrelas vem priorizando a saúde ao invés do jogo nos tempos recentes. E isso é correto, pois o aspecto humano e físico deve estar acima de qualquer coisa. O problema se torna da NFL – que precisa tomar medidas de segurança a saúde de seus atletas, para evitar que o jogo perca, cada vez mais, suas principais estrelas.

Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Comentários