Fim de uma era! Bicampeão do Super Bowl, Eli Manning anuncia aposentadoria

Depois de 16 anos defendendo o New York Giants e dois anéis de Super Bowl no currículo, a trajetória de Eli Manning na NFL chegou ao fim. O agora ex-quarterback convocou uma entrevista nesta sexta-feira (24) para anunciar oficialmente a sua aposentadoria dos gramados. Apesar de algumas críticas ao longo da carreira, tata-se de uma das grandes figuras atualmente na liga e que certamente terá um lugar reservado no Hall da Fama da NFL.

Quando o New York Giants tratou de buscar Daniel Jones com a 6ª escolha geral do último Draft, ficou bem claro que a aposentadoria do jogador era uma questão de tempo. Depois de começar 2019 como titular, Eli foi colocado no banco de reservas após a semana 3 teve muita pouca participação na temporada ruim dos Blues.

Como seu contrato com os Giants chega ao fim em março, ele tinha duas opções: se retirar dos gramados ou tentar ser titular em alguma outra equipe em 2020. Se levarmos em conta o desempenho recente do QB, a decisão foi acertada.

Eli Manning foi mortal nos playoffs (os Patriots que o digam)

Embora Eli Manning tenha fechado a carreira com números apenas medianos em temporada regular, com 117 vitórias e 117 derrotas, ele possui um recorde invejável de 8-4 em playoffs.

Para quem não se lembra, o camisa 10 foi brilhante nas pós-temporadas 2007 a 2011: em ambas ele levou o New York Giants do Wild Card para o título do Super Bowl. Por coincidência, ambos os anéis de campeão vieram em finais contra o New England Patriots – ambas com roteiros espetaculares e com o QB sendo decisivo no fim.

Números consistentes na carreira

Apesar dos pesares, é inegável que Manning é um dos maiores de todos os tempos: o sétimo de todos os tempos em jardas (57,023), passes para touchdown (366), partidas como titular (234) e passes completos (4.895) – além de inúmeros recordes dos Giants.

Talvez o maior deles seja os 210 jogos consecutivos na carreira como titular – de 21 de novembro de 2004 a 23 de novembro de 2017. Dificilmente alguém quebrará esta marca algum dia.

Trata-se de uma das maiores figuras da história recente da liga e certamente fará muita falta. Obrigado por tudo, Eli!

Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Comentários