De sucessor de Tom Brady a titular no Super Bowl 54: a história de Jimmy Garoppolo

Vencer um Super Bowl é o sonho de qualquer atleta, de qualquer forma possível. Vencer dois, uma raridade. Vencer três…é o que busca Jimmy Garoppolo – quando o San Francisco 49ers entrar em campo diante do Kansas City Chiefs no dia 02 de fevereiro em Miami. O quarterback dos 49ers almeja alcançar o seu terceiro título de Super Bowl com apenas 26 anos de idade – este, porém, seria apenas o primeiro como titular. Nas outras duas outras vezes (SB 49 e 51), Jimmy era o reserva direto de Tom Brady.

Garoppolo foi draftado na segunda rodada de 2014 (62ª escolha no geral), pelo New England Patriots. Um prospecto intrigante de Eastern Illinois, tendo quebrado os principais recordes da Universidade anteriormente obtidos por Tony Romo (ex-QB dos Cowboys). Considerado um dos melhores QBs deste Draft, Jimmy vinha para ser um “pupilo” de Brady, aprender sob sua tutela e se desenvolver como sucessor natural do experiente #12 dos Patriots.

>>PÁGINA ESPECIAL DO ENDZONE BRASIL COM TUDO SOBRE O SUPER BOWL 54

Em 2016, Garoppolo começou a chamar a atenção da NFL

Tendo participado apenas esporadicamente de algumas partidas em suas duas primeiras temporadas, Garoppolo se tornou titular imediato no começo da temporada de 2016, com a suspensão de Tom Brady por 4 jogos devido ao escândalo das bolas murchas (Deflategate). Era a primeira grande oportunidade do #10 mostrar suas habilidades e seu desenvolvimento, e ele não decepcionou: uma ótima vitoria contra o Arizona Cardinals na semana 1, com todos os olhos direcionados pra ele no Sunday Night Football, começou a elevar seu status. Na semana seguinte, Jimmy tinha 234 jardas aéreas e 3 touchdowns contra o Miami Dolphins em apenas 1 período e meio, porém, uma pancada forte causou sua saída da partida. Uma contusão no ombro deu lugar a outro ex-Patriots, Jacoby Brissett.

Mesmo tendo atuado um total de 5 períodos e meio, o atual QB dos Niners chamou a atenção de toda a liga. Muitos times necessitados de um titular absoluto na posição se encantaram com suas habilidades e seu desempenho. Na intertemporada de 2017, muito se especulava qual seria o futuro de Garoppolo – com times como Chicago Bears e Cleveland Browns sendo os mais interessados em uma troca. Entretanto, o camisa 10 seguiu como reserva de Brady.

A troca para o San Francisco 49ers

Garoppolo agora é jogador dos Niners

Os Patriots viveram um início conturbado de temporada em 2017, com algumas derrotas feias e um recorde de 2-2. A mídia questionava se era hora de Garoppolo assumir as rédeas do ataque, sem Tom Brady “estava acabado”.

Nada mudou em New England, e Jimmy seguiu como reserva, mas não por muito tempo. Em 31 de Outubro, ele finalmente foi trocado para o San Francisco 49ers (os Patriots receberam uma escolha de 2ª rodada no negócio).

O QB desembarcou em Santa Clara na semana 12 e, na rodada seguinte, já foi anunciado oficialmente como titular. “Jimmy G” impressionou em seus poucos jogos pela nova equipe e logo recebeu um contrato de 5 anos e $137.5 milhões de dólares, se tornando naquele momento, o jogador mais bem pago da NFL (em média de valor anual).

Contusão grave em 2018 e volta por cima na atual temporada

A temporada seguinte não poderia ter começado de forma pior para os Niners. Todas expectativas em torno do trabalho de Garoppolo com o treinador Kyle Shanahan foram por água a baixo logo na semana 3. Em partida contra os seus rivais de Super Bowl, o Kansas City Chiefs, Jimmy sofreu um rompimento de LCA (ligamento cruzado anterior) e viu ali, sua temporada acabar. Os 49ers tiveram uma campanha de 4-12 atuando com seus quarterbacks reservas (CJ Beathard e Nick Mullens).

Porém como o próprio Garoppolo afirmou recentemente, sua contusão se tornou uma “benção disfarçada”.Com a campanha ruim, San Francisco teve a segunda escolha geral no Draft de 2019 e selecionou Nick Bosa – jogador que teve impacto imediato em uma das melhores linhas defensivas da NFL.

Jimmy, por sua vez, provou seu valor em sua primeira temporada completa como titular. Ele passou para 3978 jardas, 27 touchdowns e 13 interceptações, liderando sua equipe ao título da NFC West com 13 vitorias e apenas 3 derrotas.

Muito mais do que um ‘game manager’

De fato, Garoppolo ainda não é unanimidade. Muitos questionam algumas decisões em campo, principalmente em suas interceptações. Porém, ele provou muito sua capacidade de vencer nessa temporada, seja como for. Contra o New Orleans Saints na semana 14, por exemplo, ele guiou sua equipe a uma tremenda vitoria por 48×46, passando a bola o jogo todo e se tornando o melhor jogador ofensivo da NFC na semana. Contra os Packers, na semana passada, ele passou a bola apenas 8 vezes, com a equipe se apoiando no jogo corrido.

Garoppolo administra perfeitamente as partidas, controla o relógio e toma decisões que colocam sua equipe na melhor posição possível. É adorado pelos seus treinadores ao longo da carreira e demonstra uma enorme capacidade de ouvir, ver e aprender. Ele está pronto para liderar os Niners e quem sabe, vencer seu primeiro Super Bowl como titular. Jimmy parece ter aprendido muito sob a tutela de Tom Brady e parece, de fato, ser seu sucessor. Azar dos Patriots, sorte dos 49ers!

Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Comentários