Wild Card 2020: Prévia de Philadelphia Eagles x Seattle Seahawks

O último dos quatro duelos de Wild Card do fim de semana traz uma situação já familiar para os torcedores do Philadelphia Eagles: pela sexta vez consecutiva o time entra em um jogo de playoffs como o azarão nas casas de aposta – mesmo jogando em casa. Em 2017, a mentalidade de ‘underdog’ ajudou demais na campanha que trouxe o Super Bowl inédito para a franquia. Do outro lado, temos um Seattle Seahawks que ficou a dois centímetros, literalmente, to título da NFC West na semana passada e agora precisa atravessar o país para jogar já neste domingo (05). Quem leva essa? A promessa é de um duelo épico às 18h35 no Lincoln Financial Field, na Filadélfia.

Na campanha do título há dois anos, os Eagles sofreram com algumas lesões, mas levaram o caneco adotando a filosofia do ‘next man up’, ou seja, confiando no substituto imediato. O mesmo acontece este ano, mas o número de contusões vem sendo assustador: sete dos 11 titulares do ataque podem não estar em campo no domingo. Mesmo com um ataque titular recheado de jogadores do practice squad, o que Philly vem fazendo nas últimas semanas é louvável: venceu todos os últimos quatro jogos e foi buscar uma heroica classificação aos playoffs – comandado por um Carson Wentz que parece melhorar a cada semana que passa.

>>> Confira o calendário completo dos playoffs

Do outro lado, o ‘fantasma das lesões’ também está atacando o elenco dos Seahawks com força nesta reta final. Depois de somarem 1,600 das 2,200 jardas terrestres de Seattle, os RBs Chris Carson e Rashaad Penny estão fora do restante do ano – fato que obrigou a equipe a buscar os velhos conhecidos Marshawn Lynch e Robert Turbin para o elenco. Além do backfield, os Seahawks sofreram baixas em vários outros setores e isso teve um impacto direto no desempenho da equipe nesta reta final – perdendo três dos últimos quatro jogos. Mesmo com desfalques importantes, Russell Wilson segue o gênio de sempre e promete carregar o time a mais uma vitória na pós-temporada.

Seattle possui uma boa vantagem no retrospecto contra os Eagles: são dez vitórias e sete derrotas – incluindo todos os últimos cinco encontros. Este será o primeiro jogo de pós-temporada entre as equipes.

No último embate, na semana 12 deste ano, no mesmo Lincoln Financial Field, os Seahawks venceram por 17 a 9 em uma batalha defensiva na Filadélfia. O ataque de Philly teve a pior apresentação do ano e cometeu cinco turnovers – três fumbles e duas interceptações.

Claro que pode parecer um clichê, mas a chave para a vitória dos Eagles está, literalmente, nas mãos de Carson Wentz. O que o camisa 11 vem fazendo nas últimas semanas é incrível: números espetaculares com um grupo de recebedores que sequer estavam no time em setembro. Resta saber como ele vai se comportar no primeiro jogo de playoffs de sua vida. Com os RBs titulares Jordan Howard e Miles Sanders longe de 100% e o garoto Boston Scott no backfield, as Águias vão precisar, mais do que nunca, da genialidade do seu quarterback.

Apesar das boas apresentações de Wentz, a defesa também merece elogios nesta caminhada final dos Eagles – mesmo com várias lesões importantes. Como o clima na gelada Filadélfia promete estar bem hostil, será vital que a terceira melhor defesa contra o jogo terrestre apareça diante dos ‘vovôs’ de Seattle e quebre o ritmo do ataque – forçando Russell Wilson a lidar com o forte pass-rush das Águias.

Para deixar a Cidade do Amor Fraternal com a classificação na babagem, Seattle precisa repetir algo similar ao que fez na vitória da semana 12. Embora o ataque não tenha anotado números expressivos na ocasião, Russell Wilson foi espetacular e castigou a fraca secundária dos Eagles quando precisou. Philly já permitiu jogos de 100 ou mais jardas a 10 wide receivers este ano, portanto, espere coisas boas de Tyler Lockett e D.K. Metcalf.

Apesar do bom jogo do camisa 3, quem venceu o duelo há quase dois meses foi a defesa de Seattle forçando assustadores cinco turnovers – quatro deles de Carson Wentz. Os Seahawks levam uma vantagem gigante no saldo de turnovers em 2019 (+12 contra -3) e deve ficar muito mais próximos da vitória se forçarem o ataque dos Eagles, boa parte inexperiente em playoffs, a cometer erros.

Apesar de jogar em casa, os Eagles aparecem como os azarões nas casas de aposta. Segundo os odds do Oddsshark.com/br, a vitória de Philadelphia paga R$2,10 para cada real apostado; já o triunfo dos Seahawks na Filadélfia rende R$1,80 para 1.

Assim como foi na semana 12, a promessa é de um duelo bem truncado e de poucos pontos no gelado Lincoln Financial Field. Se Seattle estivesse com a dupla de RBs titular, certamente deixaria a Filadélfia com a classificação na bagagem. Agora, vai ser muito difícil para o time estabelecer um bom ritmo no ataque com ex-aposentados e diante da 3ª melhor defesa contra corridas. No fim das contas, o ‘fator casa’ vai acabar falando mais alto. Eagles vencem.

Palpite do Endzone Brasil: Philadelphia Eagles 21 x 17 Seattle Seahawks

Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Comentários