Super Bowl 54: a prévia final de San Francisco 49ers x Kansas City Chiefs

Depois de duas semanas frenéticas e com muito conteúdo sobre a grande final, com mais de 20 textos publicados, é hora do Endzone Brasil fazer a prévia definitiva do Super Bowl 54! Enfim o jogo mais esperado da temporada chegou: o Hard Rock Stadium vai tremer neste domingo (02) quando Kansas City Chiefs e San Francisco 49ers entrarem em campo. Quem vai levantar o Vince Lombardi na decisão mais aguardada e equilibrada dos últimos anos? A gente te conta agora!

Não faltam ingredientes para um duelo épico na noite de domingo em Miami: duas franquias tradicionais buscando o primeiro título em décadas; um quarterback genial diante de uma defesa feroz e explosiva; o embate entre um técnico veterano e outro mais jovem – ambos buscando redenção na grande final; confronto dos dois maiores tight ends da atualidade; show do intervalo com Shakira e Jennifer Lopez; a primeira final sem torcer ou ‘secar’ Tom Brady em quatro anos… A lista de atrações do Super Bowl 54 é gigantesca.

>>PÁGINA ESPECIAL DO ENDZONE BRASIL COM TUDO SOBRE O SUPER BOWL 54

Como chega o Kansas City Chiefs

Mandante do duelo e ligeiro favorito nas casas de aposta, o Kansas City Chiefs chega ao seu terceiro Super Bowl de sua história e o primeiro desde a fusão da NFL e AFL em 1970. A equipe é comandada pelo veterano Andy Reid, considerado por muitos o melhor técnico da história sem um título de Super Bowl (por enquanto), e conta com o talento do incrível Patrick Mahomes – atual MVP da NFL.

O camisa 15 será o quinto QB mais novo a disputar um SB e pode ser o segundo mais jovem a vencê-lo. O garoto desembarca em Miami pegando fogo: os Chiefs marcaram, pelo menos, 30 pontos em todos os quatro jogos de playoffs que Mahomes foi titular – a segunda maior sequência da história da NFL. Falando do caminho ao Super Bowl, o time venceu 12 dos 16 jogos na temporada regular e arquitetou duas viradas épicas diante de Texans e Titans nos playoffs.

Como chega o San Francisco 49ers

Após disputar o Super Bowl na temporada 2012, o San Francisco 49ers passou por um árduo processo de reconstrução e sofreu bastante nos últimos anos até voltar aos holofotes em 2019. Trata-se de uma das franquias mais tradicionais e vitoriosas da NFL: são cinco títulos de Super Bowl em seis aparições até o momento. Caso vença os Chiefs no domingo, San Francisco passa a ser a franquia com mais SBs na história – ao lado de Steelers e Patriots.

Apesar de ser considerada zebra nas casas de aposta, equipe liderada pelo brilhante Kyle Shanahan é mais equilibrada e talentosa que o rival em vários setores do campo. O dinâmico ataque conta com o consistente Jimmy Garoppolo e o segundo melhor jogo corrido da liga. Agora, a maior atração desta equipe é a defesa: com um pass-rush brutal e a melhor secundária cedendo pontos em 2019. Depois de carimbar a melhor campanha da NFC, com 13-3, o time amassou Vikings e Packers nos playoffs para chegar com tudo em Miami.

Como estão em conferências diferentes, Chiefs e 49ers se encontraram apenas 13 vezes desde 1971. A vantagem está ligeiramente do lado de San Francisco: são sete vitórias e seis derrotas. Entretanto, Kansas City venceu três dos últimos quatro duelos – incluindo o último encontro há quase dois anos.

Aliás, o torcedor dos Niners não gosta nem de lembrar o fatídico duelo no Arrowhead Stadium, em 23 de setembro de 2018. Além de perder por 38 a 27, San Francisco viu seu quarterback, Jimmy Garoppolo, sofrer uma gravíssima lesão no joelho – o que praticamente acabou com a temporada da equipe. No geral, os dois QBs brilharam: Jimmy G deixou o gramado com 251 jardas e dois TDs e Pat Mahomes teve 314 jardas e três touchdowns.

Obviamente a principal chave da vitória dos Chiefs passa pelas mãos de Patrick Mahomes: será quase impossível o time vencer o Super Bowl 54 sem a genialidade do seu QB. Agora, você sabia que os Chiefs correram para mais de 100 jardas em todos os últimos quatro jogos? Não se surpreenda com Andy Reid tentando estabelecer o jogo corrido logo de cara. Qual o melhor jeito de parar um pass-rush feroz? Um jogo corrido poderoso para cansar os jogadores da linha e, mais tarde, abrir espaço para os play-actions. Kansas City adora utilizar as chamadas ‘belly runs” e San Francisco já mostrou dificuldade em defender este tipo de jogada.

A maior questão envolvendo a defesa dos Chiefs já foi amplamente falada nas duas últimas semanas aqui: será que o grupo de Steve Spagnuolo será capaz de brecar o feroz jogo terrestre dos Niners? Esqueça aquele papo que os Chiefs são ruins contra corridas: o grupo vem melhorando demais nas últimas semanas e foi muito bem brecando Derrick Henry na final da AFC contra os Titans.

Como eles fizeram isso? Deixando apenas um safety mais recuado, os demais defensive backs em marcação homem a homem e povoando o pocket com, pelo menos, sete grandalhões. Embora Jimmy Garoppolo seja bem melhor que Ryan Tannehill, eles devem tentar algo similar. Outro ponto interessante é explorar o elo mais fraco na linha dos Niners: Mike McGlinchey. Certamente Frank Clark deve cair muito pelo lado direito ao longo do jogo.

Apesar de Raheem Mostert ter roubado a cena nas últimas semanas, a chave da vitória dos Niners ofensivamente passa, necessariamente, pelas mãos de Jimmy Garoppolo: não é porque ele não tem passado tanto a bola nos playoffs que ele não possa ganhar os jogos com o braço. Isso já ficou provado em outras ocasiões durante a temporada: ele teve um rating acima de 100 em nove jogos da temporada regular. Se Kansas City trazer formações mais voltadas para brecar a corrida, Jimmy G terá bastante espaço para abusar de play-actions e mostrar que também pode vencer uma defesa com o braço.

Defensivamente, não há muito segredo: basta que a equipe mantenha o trabalho espetacular das últimas semanas. Em formações contra o passe, talvez a melhor opção para chegar em Pat Mahomes seja alinhar Nick Bosa com Mitchell Schwartz, para fechar o pocket, e soltar Dee Ford contra Eric Fisher – elo mais fraco da linha. Assim, você força o camisa 15 mais próximo do pocket, no colo de Bosa, ou faz ele sair do pocket do lado esquerdo – onde Ford é especialista nas famosas ‘speed rushes’. Outro ponto é não ficar refém da Cover 3 e utilizar outras coberturas individuais contra um quarterback genial como Mahomes.

Apesar do equilíbrio, os Chiefs aparecem com um ligeiro favoritismo nas casas de aposta. Segundo os odds do Oddsshark.com, a vitória de San Francisco paga R$2,05 para cada real apostado; já o triunfo dos Chiefs em Miami rende R$1,80 para 1.

E o grande campeão do Super Bowl 54 será: San Francisco 49ers!

Apesar da genialidade de Mahomes, o San Francisco 49ers possui um elenco muito mais equilibrado e que pode te vencer de maneiras diferentes.

A defesa dos Chiefs vai focar totalmente em parar o jogo terrestre e forçar Jimmy Garoppolo a ganhar o jogo com o braço – e o QB vai corresponder. Do outro lado da bola oval, a defesa possui MUITO talento e certamente vai forçar algum turnover que será crucial no resultado final da partida.

Nos últimos anos, defesas ganharam campeonatos – e esta máxima mais uma vez vai prevalecer em Miami. Portanto, a melhor pedida é a vitória dos Niners pagando R$2,05 a cada real apostado segundo o Oddsshark.com.

Palpite do Endzone Brasil: San Francisco 49ers 27 x 23 Kansas City Chiefs

Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Comentários