Análise de elenco da AFC North: posições carentes de Ravens, Steelers, Browns e Bengals

A contagem regressiva está terminando: o mercado da NFL vai abrir e a promessa é de um período de Free Agency extremamente agitado em 2020! Você sabe qual é a situação atual do seu time? Enquanto dia 18 de março não chega, o Endzone Brasil vai analisar todas as oito divisões e trazer a situação atual do elenco e as posições carentes das 32 equipes antes do caos começar na próxima quinta-feira.

Preparados? Hoje é dia de analisar a AFC North! Veja como está a situação de Baltimore Ravens, Pittsburgh Steelers, Cleveland Browns e Cincinnati Bengals:

BALTIMORE RAVENS (14-2)

Posições carentes : Pass rusher, inside linebacker e defensive tackle

Espaço no cap : $30.7 milhões de dólares

Os Ravens mantiveram uma das melhoras defesas da liga, embora com muitas mudanças de jogadores entre 2018 e 2019. Metade de seus jogadores de defesa são free agents agora em 2020, e, mesmo com bons números, alguns ‘’defeitos’’ ficam bem claros. O pass rush é mediano, a equipe foi uma das que mais mandou blitzes em toda a NFL (54,9% das vezes) e, mesmo assim, só conseguiu 37 sacks (12ª melhor marca da liga). A principal prioridade seria reter os serviços de Matthew Judon, principal jogador da equipe no quesito pass-rush, e isso foi realizado na tarde desta quinta (15), com os Ravens oficializando a franchise-tag e no jogador.

Baltimore também precisa de reservas mais capazes ou de um outro jogador de alto nível para ajudar Judon. Outra necessidade é no interior da linha defensiva e do corpo de linebackers. Michael Pierce e Patrick Onwuasor tiveram temporadas abaixo do esperado e não devem ter seus contratos renovados. Se os Ravens tiverem espaço sobrando no cap ainda, talvez buscar um novo wide receiver seria uma boa também – alguém experiente e com um preço mais baixo.

Alvos : Javon Hargrave (DT), D.J Reader (DT), Arik Armstead (DE), Vic Beasley (DE), Robert Quinn (DE), Blake Martinez (ILB), Joe Schobert (ILB), Nelson Agholor (WR), Phillip Dorsett (WR)

PITTSBURGH STEELERS (8-8)

Posições carentes : Cornerback, defensive tackle, running back

Espaço no cap : $1.6 milhão de dólares

Pittsburgh vive uma situação terrível na offseason: sem espaço algum para novas contratações, contratos questionáveis e muitas dúvidas a serem respondidas. O linebacker Bud Dupree recebeu a franchise tag e vai custar 16 milhões por uma temporada. Cortes inevitavelmente terão de ser feitos, com Ramon Foster, Anthony Chickillo e Mark Barron como principais candidatos a serem dispensados. Isso deve aliviar um pouco a folha dos Steelers. O tight end Vance McDonald tem uma opção contratual para 2020 que deve ser exercida.

O time das toalhas terríveis deve perder seu ótimo slot cornerback Mike Hilton – criando ainda mais um buraco defensivo. Javon Hargrave vai custar muito caro nessa offseason, deixando outra lacuna na posição de defensive tackle. James Conner sofreu com contusões ano passado e precisa de um reserva a altura ou alguém para competir pela titularidade ao seu lado. Os Steelers precisam realizar investimentos pequenos, inteligentes e cirúrgicos.

Alvos : Dion Lewis (RB), Peyton Barber (RB), Prince Amukamara (CB), Jonathan Joseph (CB), Xavier Williams (DT), Brandon Mebane (DT)

CLEVELAND BROWNS (6-10)

Posições carentes : Offensive tackle, linebacker e safety

Espaço no cap : $62 milhões de dólares

Entra ano sai ano, os Browns seguem confusos no meio do caminho. Mais um novo treinador, Kevin Stefanski, tem a missão de preencher algumas lacunas e corrigir falhas da equipe. A principal é na linha ofensiva. Baker Mayfield caiu de nível em sua segunda temporada, isso é fato, mas ele também jogou atrás de uma linha terrível. Buscar proteção e segurança para o quarterback de sua franquia é a missão número um de Cleveland. No lado defensivo, Joe Schobert deve ir embora e deixar um buraco na posição de linebacker. Vindo de ótimas temporadas, Schobert deve buscar muito dinheiro em algum outro lugar.

Embora ainda com suas falhas, a defesa dos Browns vem apresentando melhoras e evolução. Demarious Randall pode ir embora, o que causaria uma necessidade por dois safeties na secundária de Cleveland.

Alvos : Jack Conklin (OT), Bryan Bulaga (OT), Anthony Castonzo (OT), De’Vondre Campbell (ILB), Blake Martinez (ILB), Anthony Harris (S), Ha-Ha Clinton-Dix (S)

CINCINNATI BENGALS (2-14)

Posições carentes : Linha ofensiva, linha defensiva, tight end

Espaço no cap : $44.9 milhões de dólares

Os Bengals começam a offseason com um problema já solucionado – é muito claro que Joe Burrow será o selecionado da equipe no Draft desta temporada. Antes de escolhê-lo, Cincinnati precisa rechear sua linha ofensiva de peças fortes e capazes de proteger o seu QB do futuro. Tackles, guards, center, o time de Ohio precisa de tudo para não destruir a carreira de Burrow logo em seu começo. Do outro lado da bola oval, a linha defensiva também precisa de ajustes. Anêmica e incapaz de parar o jogo corrido ou pressionar quarterbacks, um upgrade parece urgente entre os defensive tackles e defensive ends dos Bengals.

Por último, a busca por um tight end. Tyler Eifert foi pouco utilizado pelo treinador Zac Taylor e deve ir embora. As outras posições ofensivas contam com jogadores suficientemente bons para ajudarem Joe Burrow (Joe Mixon, Tyler Boyd, A.J Green, entre outros).

Alvos : Demar Dotson (OT), Andrew Withworth (OT), Graham Glasgow (C), Joe Thuney (G), Brandon Scherff (G), Eric Ebron (TE), Austin Hooper (TE)

Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Comentários