Os sete melhores quarterbacks que devem estar disponíveis na abertura do mercado da NFL

Apesar da temporada 2020 da NFL ainda estar longe de começar, o dia 18 de março é extremamente aguardado pelos fãs – data em que o mercado abre oficialmente e as equipes podem contratar os jogadores que estão livres. A promessa é de um dos períodos de Free Agency mais agitados e surpreendentes da história – com nomes gigantescos como Tom Brady entrando no mercado.

Para te deixar por dentro do que está rolando na liga, vamos listar os principais nomes de cada posição que devem estar procurando por um novo e mais lucrativo lar na próxima temporada! Hoje é dia de falar dos principais quarterbacks:

7º – Marcus Mariota

Embora seja um certo exagero, muitos já carimbam Marcus Mariota como o famoso ‘bust’, ou seja, um jogador que chegou na NFL cercado de expectativas e que, simplesmente, não vingou. Apesar de ser uma ameaça com as pernas, ele nunca conseguiu jogar uma temporada completa por conta de lesões e não evoluiu como passador.

Embora tenha mostrado flashes de que pode ser titular na liga, a inconsistência ainda fala mais alto. Certamente ele vai querer ser titular em seu próximo time, mas talvez poucas equipes o vejam com potencial para tal. Deve receber um contrato curto em uma franquia e brigar pela posição de titular com outro veterano.

6º – Jameis Winston

Escolhido uma posição acima de Mariota no Draft 2015, na 1ª escolha geral, o caso de Jameis Winston é bem similar ao seu companheiro: deu mostras de que pode vingar, mas a inconsistência sempre fala mais alto. Aliás, não é exagero nenhum colocá-lo como o jogador mais irregular de toda a NFL.

Ele possui todos os atributos para ser grande, mas consegue ser genial e horrível ao longo do mesmo jogo. A temporada passada foi icônica: foi o líder da NFL em jardas totais (5,109) e interceptações (30) – sete delas se transformaram em pick-six. Com os Bucs mais focados em trazer Tom Brady ou Philip Rivers, Winston deve ter o mesmo destino de Mariota – contrato curto e brigar pela posição de titular em outro lugar.

5º – Ryan Tannehill

Depois de seis anos medianos nos Dolphins, Tannehill foi trocado para os Titans na última intertemporada e brilhou quando assumiu a titularidade da equipe: completou 201 de 286 passes (70,3%) para 2,742 jardas, 22 touchdowns e apenas seis interceptações em seis partidas.

O QB venceu o prêmio de Comeback Player of the Year, foi para o seu primeiro Pro Bowl e levou os Titans à final da AFC. Embora não seja brilhante, ele mostrou que pode ser um excelente ‘game manager’ e comandar um ataque bem estruturado. Se os Titans não colocarem a tag ou renovarem com ele, certamente outra equipe vai dar um bom contrato ao QB de 31 anos.

4º – Teddy Bridgewater

Escolha de primeira rodada dos Vikings em 2014, Bridgewater teve um bom início de carreira até sofrer uma gravíssima lesão no joelho – que quase acabou com a carreira dele. Depois de três anos sem quase entrar em campo, ele foi trocado para ser reserva de Drew Brees em 2018.

O que Bridgewater fez no ano passado foi admirável: ele venceu todos os cinco jogos que substituiu Drew Brees – completando 133 de 196 passes para 1,384 jardas, nove touchdowns e apenas duas interceptações. Como Brees já declarou que vai permanecer nos Saints por mais uma temporada, Teddy vai cair no mercado e deve receber um contrato gordo de alguma franquia precisando de QB.

3º – Philip Rivers

Há alguns anos, era simplesmente inimaginável pensar em Philip Rivers defendendo outra camisa que não seja a dos Chargers. Depois de quebrar quase todos os recordes de passe da franquia, Los Angeles decidiu não renovar o contrato com talvez o maior atleta de sua história.

Rivers faz parte daquele seleto grupo de jogadores que mereciam ter um Super Bowl na carreira – com números extremamente consistentes em 16 anos de carreira. Embora venha caindo um pouco de produção, ele ainda é um quarterback muito bom e pode ser útil para um time precisando de um QB para vencer hoje – como os Colts. Veremos qual será o destino do QB.

2º – Dak Prescott

Embora a tendência seja de uma extensão no vínculo entre Prescott e Cowboys, seja por tag ou contrato novo, é possível que o quarterback acabe caindo no mercado no dia 18. Será que a franquia finalmente vai pagar algo próximo do que o QB pede?

Antes da temporada começar, Dallas ofereceu um bom contrato, mas Dak recusou – exigindo números próximos aos de Aaron Rodgers e Russell Wilson. Após uma negativa do time, o quarterback teve números excelentes na última temporada, mas o resultado no geral foi bem negativo: os Cowboys terminaram 8-8 e perderam o título da divisão para um Eagles caindo aos pedaços.

Eis a grande questão: será que Dak Prescott é um QB capaz que levar uma equipe ao Super Bowl? Pelo que mostrou até o momento na liga, dificilmente alguma equipe vai pagar o que ele pede.

1º – Tom Brady

O que parecia impossível há algum tempo agora é realidade: Tom Brady será free agent pela primeira vez na carreira e pode defender outra equipe da NFL aos 43 anos. Mesmo com a queda de produção no ano passado, Brady ainda é um ótimo quarterback e merece estar no topo da nossa lista.

Apesar de muito boato e especulação nos últimos meses, a dinâmica do camisa 12 parece ser bem simples: ele vai ouvir as propostas que chegarem, escolher a melhor e levar aos Patriots – para ver se o seu time atual cobre. Caso New England opte por não igualar, o GOAT deve sim deixar Foxborough.

Ao que parece, Brady quer provar que não é um ‘QB de sistema’ e que pode vencer sem a batuta de Bill Belichick. Não vão faltar times candidatos a pagar o que ele exige em termos financeiros – a grande questão para TB12 deve ser achar uma equipe em que ele possa vencer já em 2020.

Outros quarterbacks no mercado:

  1. Case Keenum, Redskins
  2. Blake Bortles, Rams
  3. Colt McCoy, Redskins
  4. AJ McCarron, Texans
  5. Matt Moore, Chiefs
  6. Chase Daniel, Bears
Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Comentários