Análise dos elencos da AFC East antes do Draft 2020: Patriots, Dolphins, Jets e Bills

Ao longo dos próximos dias o Endzone Brasil traz uma série de posts especiais – analisando os elencos e as carências das 32 equipes da NFL antes do tão esperado Draft 2020 na próxima quinta-feira (23). Hoje é dia de falar da AFC East! Veja como está a situação de New England Patriots, New York Jets, Miami Dolphins e Buffalo Bills.

>>TUDO QUE PRECISA SABER DO DRAFT 2020

Número de escolhas no Draft 2020: Sete
Três posições carentes para o Draft: Wide receiver, running back e linebacker

O saldo da última temporada do Buffalo Bills é de “esperança”. Depois de um ano de adaptação, Josh Allen mostrou estar pronto para ser titular e conduziu a equipe de volta aos playoffs da NFL. Com uma campanha 10-6, os Bills ficaram na segunda colocação da AFC Leste e acabaram derrotados pelo Houston Texans na rodada de Wild Card.

Está certo que a impressão de “pipoqueiro” deixada por Allen no último jogo não foi boa, mas a tendência é que ele venha para 2020 ainda mais maduro. Além da evolução de seu QB, o poder de fogo de Buffalo tem tudo para aumentar no ano que vem. O astro Stefon Diggs chegou via troca com os Vikings e a franquia ainda deve buscar outro bom wide receiver no próximo Draft, já que a classe estará recheada deles.

Com a manutenção de uma das melhores defesas da liga na última temporada, Buffalo deve focar mesmo em seu ataque. Sean McDermott, então, pode optar por buscar algum running back para fazer companhia a David Singletary, já que Frank Gore está no final da carreira e não durará para sempre.

Número de escolhas no Draft 2020: 15
Três posições carentes para o Draft: Quarterback, linha ofensiva e running back

A liquidação no elenco protagonizada às vésperas do início da temporada deixou o Miami Dolphins fadado ao “tank”. Com um time todo remendado, Brian Flores iniciou sua trajetória no comando da equipe com uma folha em branco. Embora a temporada tenha sido pífia, a reta final mostrou evolução no trabalho do jovem treinador.

Uma das grandes perguntas da NFL, até mesmo antes da temporada passada, é quem que os Dolphins escolherão como o seu quarterback para o futuro. Com Ryan Fitzpatrick e Josh Rosen apenas esquentando o lugar, a franquia conseguiu a pick de número 5 e irá buscar o seu novo líder. #TankForTua foi por tempos o maior rumor envolvendo o assunto, mas as questões físicas de Tua Tagovailoa podem afugentar os Dolphins. Justin Herbert aparece como a mais provável opção.

Em um Draft mais focado no setor ofensivo, outras lacunas devem ser preenchidas pelos Dolphins. Sofrendo com problemas na proteção ao quarterback há tempos, algum prospecto de linha ofensiva deve ser selecionado pela franquia. Se running backs e wide receivers promissores estiverem disponíveis, Miami também deve lançar mão deles ainda na primeira rodada.

Número de escolhas no Draft 2020: 12
Três posições carentes para o Draft: Quarterback, wide receiver e pass-rush

Não é novidade que 2019 foi o fim de uma era para o New England Patriots. Em um ano que entrou como favorito ao bicampeonato do Super Bowl, o time de Bill Belichick viu seu rendimento cair na segunda metade da temporada e tudo mudou. Apesar da classificação aos playoffs, os Pats decepcionaram e foram vencidos pelo Tennessee Titans na rodada divisional.

O revés para os Titans foi também o último jogo de Tom Brady em New England. Entre outras mudanças no elenco, os Patriots perderam o maior jogador de sua história e precisarão de um novo nome para o seu futuro. A questão é se New England vai gastar sua principal escolha para suprir esta necessidade, ou se irá esperar ter a chance de pegar um bom prospecto em rodadas mais baixas. Jake Fromm, de Georgia, é tido como o principal nome.

As movimentações na offseason enfraqueceram o front seven dos Pats, então jogadores voltados para o pass-rush devem entrar na pauta de Belichick. Com Edelman como o “último dos moicanos”, a franquia também deve planejar escolher wide receivers e tight end, já que o corpo de recebedores carece muito de reforços.

Número de escolhas no Draft 2020: oito
Três posições carentes para o Draft: cornerback, linha ofensiva e wide receiver

Adam Gase bem que tentou, mas não foi dessa vez que o New York Jets voltou aos playoffs da NFL. Depois de um começo muito ruim, a equipe se acertou e fez uma boa reta final, vencendo seis dos últimos oito jogos. Assim como Gase, Sam Darnold ainda está entrando nos eixos e precisa evoluir para se tornar o líder que a franquia precisa.

Os Jets usaram a free agency para reforçar sua linha ofensiva. Embora vários jogadores tenham chegado, a expectativa é que a franquia utilize algumas de suas primeiras escolhas para aumentar ainda mais o potencial da unidade. Outro foco recente da equipe foi repor a perda de Robby Anderson, que agora defende o Carolina Panthers. A equipe até tentou uma troca para receber Stefon Diggs, mas o jogador foi para o Buffalo Bills e agora o caminho será buscar um wide receiver eficiente para ajudar Sam Darnold.

Ainda na tentativa de recrutar o ex-WR dos Vikings, a ideia dos Jets era unir Stefon com seu irmão Trevon Diggs (CB), de Alabama. Embora o recebedor tenha ido para o rival, o cornerback deve continuar nos planos de New York.

Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Comentários