Análise dos elencos da AFC North antes do Draft 2020: Steelers, Ravens, Bengals e Browns

Ao longo dos próximos dias o Endzone Brasil traz uma série de posts especiais – analisando os elencos e as carências das 32 equipes da NFL antes do tão esperado Draft 2020 na próxima quinta-feira (23). Hoje é dia de falar da AFC North! Veja como está a situação de Baltimore Ravens, Cincinnati Bengals, Cleveland Browns e Pittsburgh Steelers.

>>TUDO QUE PRECISA SABER DO DRAFT 2020

BARRA RAVENS

Número de escolhas no Draft 2020: nove
Três posições carentes para o Draft: pass-rusher, linha ofensiva e linebacker

Embora a eliminação para o Tennessee Titans tenha sido de forma melancólica, o projeto do Baltimore Ravens se mostrou um sucesso em 2019. Com 14-2, o time de John Harbaugh foi o melhor da NFL.

Lamar Jackson liderou um jogo terrestre implacável e foi eleito MVP unânime da temporada, a defesa se mostrou sólida e terminou o ano como a 3ª menos vazada. Com um time completo, os Ravens devem selecionar os melhores atletas disponíveis no Draft quando for ao relógio.

A aposta de Baltimore provavelmente deve ser em reforçar seu pass-rush, setor de menos destaque da equipe na temporada passada. A aposentadoria de Marshal Yanda é uma mudança de era na linha ofensiva dos Ravens, procurar um bom prospecto para repor a saída do ídolo da torcida também deve estar nos planos da franquia.

BARRA BENGALS

Número de escolhas no Draft 2020: 7
Três posições carentes para o Draft: quarterback, linha ofensiva e wide receiver

Arte/Clutchpoints

O ano de 2019 praticamente não existiu para o torcedor do Cincinnati Bengals. A equipe teve um desempenho pífio e terminou com apenas duas vitórias e 14 derrotas. Zac Taylor segue no comando da equipe que, com a primeira escolha geral do Draft na mão, terá a chance de dar um grande passo na reformulação do elenco.

Talvez não seja possível apontar as principais necessidades da equipe, já que todas as unidades precisam de reforços. Mas, certamente, a expectativa está em quem a franquia escolherá como seu novo quarterback. Depois de nove temporadas, o contrato de Andy Dalton chegou ao fim e agora uma nova peça irá comandar o ataque dos Bengals. Campeão universitário no começo do ano, Joe Burrow deve ser o escolhido.

Com um novo QB, Cincinnati deve pensar em reforçar seu ataque para deixar o escolhido em melhores condições. A saída, então, está em buscar um bom prospecto de linha ofensiva e um eficiente wide receiver, já que a classe deste Draft está recheada de bons recebedores.

BARRA BROWNS

Número de escolhas no Draft 2020: Sete
Três posições carentes para o Draft: Linha ofensiva, secundária e linebacker

O Cleveland Browns foi, sem dúvida, uma das grandes decepções da última temporada. A alta expectativa da combinação do emergente Baker Mayfield com os astros Odell Beckham Jr. e Jarvis Landry não se confirmou, e a equipe jogou um balde de água fria em seu torcedor. Após o 6-10 em 2019, Freddie Kitchens caiu e caberá, agora, ao jovem Kevin Stefanski provar ter o que é necessário para fazer este time engrenar.

É verdade que Mayfield tem muita culpa do seu desempenho abaixo da crítica, mas não dá para deixar de apontar a fragilidade da linha ofensiva. Jack Conklin chegou dos Titans para assumir a posição de right tackle, mas a franquia não deve parar por aí e outro reforço na proteção ao QB deve ser a opção dos Browns na 10ª posição.

Problemática em 2019, a defesa deve ser outro ponto de atenção para Cleveland. Myles Garrett estará de volta após ser suspenso no meio da temporada passada, é importante que ele ganhe companheiros eficientes para 2020. A secundária, que já recebeu reforços como Andrew Sendejo e Karl Joseph, é outro setor que os Browns devem melhorar no próximo Draft.

BARRA STEELERS

Número de escolhas no Draft 2020: Seis
Três posições carentes para o Draft: quarterback (futuro), running back e linha ofensiva

O 2019 do torcedor do Pittburgh Steelers foi de muitas emoções. Após perder Ben Roethlisberger para o restante da temporada ainda na segunda semana, Mike Tomlin precisou se reinventar para fazer seu time competir em alto nível. Mesmo irregular, Pittsburgh conseguiu se manter vivo na briga pelos playoffs até a última semana, mas o recorde 8-8 não foi suficiente para ir à pós-temporada.

Juju Smith-Schuster não conseguiu assumir o protagonismo como dele se esperava, Mason Rudolph e Devlin Hodges tiveram dificuldade para se firmar na posição de quarterback, e assim o ataque foi o ponto fraco dos Steelers. Enquanto isso, a defesa de Pittsburgh mostrou ter grande força e se colocou como uma das melhores da NFL na temporada regular.

“Big Ben” voltará para 2020, mas talvez já seja a hora dos Steelers tentarem encontrar um melhor substituto, ou até sucessor, para ocupar o seu pocket. Sem escolha de primeira rodada, a franquia só irá ao relógio na 49ª posição, então será importante que Pittsburgh escolha com precisão para encontrar bons nomes. Um novo running back e reforços para a linha ofensiva também devem estar nos planos da franquia para o Draft.

Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Comentários