Análise dos elencos da NFC East antes do Draft 2020: Eagles, Cowboys, Giants e Redskins

Ao longo dos próximos dias o Endzone Brasil traz uma série de posts especiais – analisando os elencos e as carências das 32 equipes da NFL antes do tão esperado Draft 2020 na próxima quinta-feira (23). Hoje é dia de falar da NFC East! Veja como está a situação de Philadelphia Eagles, Dallas Cowboys, New York Giants e Washington Redskins.

>>TUDO QUE PRECISA SABER DO DRAFT 2020

Número de escolhas no Draft 2020: sete
Três posições carentes para o Draft: Cornerback, pass-rusher e linha ofensiva

Olhando friamente para os números, os Cowboys tiveram um bom 2019: o melhor ataque e a nona melhor defesa em termos de jardas. Na prática, o resultado final foi horrível: o apático time perdeu quatro dos últimos seis jogos e terminou 8-8 – deixando o título da divisão para um Philadelphia Eagles que foi totalmente assolado por lesões. Na corda-bamba há muito tempo, Jason Garrett caiu e agora Mike McCarthy chega para repetir o sucesso dos tempos de Packers.

Os Cowboys entraram nesta intertemporada com muitos jogadores talentosos com contrato vencendo e pouco dinheiro para renovar com todos. Resultado: embora a equipe tenha conseguido pagar a maioria (mesmo colocando a ‘Tag’ em Dak Prescott), alguns jogadores importantes foram embora.

Com a saída de Byron Jones, certamente um cornerback deve ser pauta no Draft 2020. o time também deve buscar substitutos para Robert Quinn e o aposentado Travis Frederick na linha ofensiva.

Número de escolhas no Draft 2020: dez
Três posições carentes para o Draft: linha ofensiva, pass-rusher e wide receiver

Ao invés de deixar Daniel Jones aprendendo com Eli Manning na temporada de calouro, os Giants trataram logo de jogar o garoto na fogueira já na semana 3 de 2019. Depois de vencer os dois primeiros jogos como titular, o jovem perdeu oito consecutivos, mas terminou em alta com dois triunfos no fim do ano. Embora não tenha convencido a torcida que pode ser o sucessor de Eli, a franquia parece apostar as fichas no futuro do jogador.

Portanto, o principal foco dos Giants no próximo Draft deve ser montar um bom ataque ao redor de Jones e de Saquon Barkey. Para isso, a linha ofensiva deve ser a prioridade máxima da equipe – o grupo foi um dos piores da NFL na última temporada e precisa de muita ajuda.

Isso nos leva a como os Blues vão administrar a 4ª escolha geral do Draft. Se a ideia for mesmo o melhor jogador de linha ofensiva da classe, há uma possibilidade de trocar com algum time para descer algumas posições e ganhar outras picks no processo. Pass-rush e corpo de recebedores também precisam de atenção especial.

Número de escolhas no Draft 2020: Oito
Três posições carentes para o Draft: wide receiver, linebacker e secundária

Talvez o Philadelphia Eagles tenha sido a equipe que mais sofreu com lesões ao longo da última temporada – e mesmo assim venceu a sua divisão. Apesar das várias contusões na reta final, especialmente no corpo de recebedores, Carson Wentz tirou coelhos da cartola e levou os Eagles a quatro vitórias consecutivas – todas contra rivais de NFC East.

Agora, fica impossível vencer nos playoffs quando o seu corpo de wide receivers ativo é composto por Greg Ward, Robert Davis, Deontray Burnett, JJ Arcega-Whiteside e Sheldon Gibson. Apesar das lesões dos principais alvos, está bem claro qual a principal carência das Águias nesta offseason. Para sorte da equipe, este é o Draft mais recheado de bons alvos dos últimos anos.

No mais, não há tantos buracos a serem preenchidos no elenco. Um linebacker atlético talvez seja a maior necessidade da defesa – além de mais um safety para substituir Malcolm Jenkins além de Jalen Mills. O ataque deve receber reforços na linha ofensiva para compensar as ausências de Jason Peters e Halapoulivaati Vaitai.

Número de escolhas no Draft 2019: Nove
Três posições carentes para o Draft: linha ofensiva, pass-rusher e wide receiver

(Photo by Quinn Harris/Getty Images)

Uma equipe não fica com a 2ª escolha do Draft à toa: os Redskins tiveram o pior ataque e a sexta pior defesa em pontos da liga. Após uma bagunça no corpo técnico em 2019, Ron Rivera chegou para repetir o bom trabalho dos tempos de Carolina Panthers. Eis a grande questão: será que os Redskins estão realmente satisfeitos com os quarterbacks do elenco?

Dwayne Haskins chegou com o status de uma escolha de 1ª rodada, mas as atuações decepcionaram bastante a torcida. Se tivesse total convicção no garoto, a nova comissão técnica não traria Kyle Allen dos Panthers. Como a tendência é de que o time não selecione um QB, é quase certo que Washington vai buscar o jogador mais talentoso de toda a classe: o DE Chase Young.

Agora, não seria uma surpresa completa se eles escolhessem outro QB – como Justin Herbert ou Tua Tagovailoa. No mais, trata-se de um time com vários buracos – especialmente na linha ofensiva: Trent Williams já deixou muito claro que não vai mais defender a franquia. Haskins (ou quem for o QB) vai precisar de alguns alvos de mais qualidade.

Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Comentários