Análise dos elencos da NFC South antes do Draft 2020: Saints, Falcons, Buccaneers e Panthers

Ao longo dos próximos dias o Endzone Brasil traz uma série de posts especiais – analisando os elencos e as carências das 32 equipes da NFL antes do tão esperado Draft 2020 na próxima quinta-feira (23). Hoje é dia de falar da NFC South! Veja como está a situação de Atlanta Falcons, Carolina Panthers, New Orleans Saints e Tampa Bay Buccaneers.

>>TUDO QUE PRECISA SABER DO DRAFT 2020

Número de escolhas no Draft 2020: Seis
Três posições carentes para o Draft: cornerback, linha defensiva e linebacker

O Atlanta Falcons entra, por mais um ano, na galeria de maiores decepções da temporada. Mesmo com vários jogadores talentosos, o time teve um início péssimo e perdeu sete dos primeiros oito jogos. Após cogitarem a demissão do técnico Dan Quinn, Atlanta reagiu com um fim de temporada muito promissor – vencendo sete dos últimos oito jogos.

Será que a equipe consegue repetir o final de 2019 em 2020? Grande parte da melhora deve ser colocada na conta da defesa – uma das piores da NFL até a semana 9. Apesar da reação, este será o setor que precisa ser reforçado – em todos os três níveis.

A linha defensiva precisa de ajuda, mesmo com a chegada de Dante Fowler, e a saída de De’Vondre Campbell deixa um buraco do lado de Deion Jones. Agora, o principal foco dos Falcons deve ser a posição de cornerback: Desmond Trufant foi embora e Isaiah Oliver está longe de ser uma unanimidade.

Número de escolhas no Draft 2020: Oito
Três posições carentes para o Draft: Linebacker, secundária e linha ofensiva

Poucos times sofreram uma reformulação tão grande nesta intertemporada como os Panthers: o time possui um novo técnico (Matt Rhule), um novo quarterback (Teddy Bridgewater) e perdeu o seu líder dentro de campo (Luke Kuechly). Além disso, vários nomes talentosos da defesa se foram como Mario Addison, cornerback James Bradberry e o safety Eric Reid.

Resumindo: o Carolina Panthers precisa de MUITA ajuda defensiva – com buracos nos três níveis. A linha defensiva não possui profundidade, o front seven precisa de um substituto definitivo para Kuechly e a secundária está uma grande bagunça.

Do outro lado da bola oval, a linha ofensiva também precisa de atenção: Trai Turner foi trocado e Greg Van Roten foi embora, portanto, guard é uma prioridade da equipe para manter Bridgewater protegido.

Número de escolhas no Draft 2020: Cinco
Três posições carentes para o Draft: Linebacker, linha ofensiva e quarterback para o futuro

Pelo terceiro ano seguido os Saints chegam aos playoffs, mas acabam morrendo na praia. O que a equipe precisa fazer para finalmente chegar à grande final? Com Drew Brees beirando a aposentadoria, New Orleans sabe que corre contra o tempo para dar um último anel de campeão ao veteraníssimo.

Ao contrário da maioria das equipes, não se vê uma grande carência nos Saints. A principal preocupação era de um alvo confiável para atuar ao lado de Michael Thomas, mas o time logo tratou de trazer Emmanuel Sanders do vice-campeão 49ers.

Então o que buscar no Draft? Grande parte das escolhas da equipe estará relacionado com o mantra do ‘melhor talento disponível’. Talvez uma posição que receba uma atenção especial, até na primeira rodada, seja a de middle linebacker com o ‘injury-prone’ Kiko Alonso voltando de uma grave lesão no joelho.

Número de escolhas no Draft 2020: Sete
Três posições carentes para o Draft: Right tackle, running back e secundária

Um dos motivos para Tom Brady ter escolhido o Tampa Bay Buccaneers é o fato da equipe ter um elenco bem balanceado, dos dois lados da bola oval, e possibilitar o GOAT a brigar por mais um anel longe da batuta de Bill Belichick.

Agora, é preciso dizer que trata-se de um elenco com alguns buracos a serem preenchidos no Draft que se aproxima. Como Brady não é um QB nem um pouco móvel, será preciso fazer de tudo para protegê-lo. A linha ofensiva não fez um grande trabalho em 2019 e ainda viu o RT Demar Dotson não renovar o seu contrato. A posição de right tackle deve ser a  prioridade máxima na Flórida.

Brady também vai precisar de ajuda no backfield. Ronald Jones II mostrou algum potencial, mas não é o tipo de running back que TB12 está acostumado: ruim em bloqueios e agarrando passes. Certamente os Bucs vão buscar no segundo dia do evento alguns jovens talentos mais dinâmicos para que o QB possa utilizar em situações de desafogo – como fez por anos e anos em Foxborough.

Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Comentários