Os quatro melhores tight ends do Draft 2020 da NFL

Apesar da grave pandemia que o mundo está passando, o Draft 2020 da NFL não foi cancelado e vai acontecer entre os dias 23 e 25 de abril. Agora, ao invés de um luxuoso evento em Las Vegas, o Draft será realizado de forma virtual – com o chefão Roger Goodell anunciando as escolhas no porão da casa dele. Quais os principais prospectos da classe de 2020? Ao longo dos próximos dias o Endzone Brasil vai listar os nomes mais cotados! Hoje é dia de falar dos melhores tight ends do evento:

>>TUDO QUE PRECISA SABER DO DRAFT 2020

1 – TE Cole Kmet, Notre Dame

Um protótipo físico clássico da posição, Kmet é um atleta bem físico, alto e com boa envergadura. Tem um “primeiro passo”/explosão acima da média para um cara do seu tamanho.

Bom corredor de rotas, eficiente no meio do campo e muito difícil de ser derrubado, consegue absorver bem as pancadas e evitar golpes nas partes baixas de suas pernas. Titular apenas em 2019, tem muito a evoluir, mas conta com todas ferramentas para tal.

É um bloqueador mediano, ainda um pouco cru no quesito. Embora não sofra muito com drops, as vezes tem dificuldades para receber o passe “de primeira”, deixa a bola queimar em suas mãos, o que com certeza pode lhe prejudicar na NFL.

2 – TE Adam Trautman, Dayton

Sem exagero nas expectativas, porém talvez seu melhor comparativo seria Rob Gronkowski, pelo menos no estilo de jogo. Alto, forte, um pouco desengonçado, Trautman apresenta um jogo extremamente físico.

Rápido para seu tamanho e muito forte, consegue se livrar bem de marcações homem a homem utilizando de sua explosão e força. Tem boa aceleração e um raio de alcance absurdo, além de quase sempre levar a melhor em bolas altas e disputadas, parece um reboteiro nato da NBA.

Se quiser ter uma carreira longa, precisa controlar seus instintos físicos. Sofre muitas pauladas em suas pernas exatamente por buscar o contato. Tem tudo para ser um ótimo bloqueador, só precisa balancear sua força com mais técnica. O talento com maior potencial na posição, mas também quem mais precisa ser polido.

3 – TE Brycen Hopkins, Purdue

(AP Photo/Michael Conroy)

Um ótimo corredor de rotas, parece ter um “senso natural” para explorar marcações em zona. Com bom movimento e agilidade, realiza bons cortes em suas rotas. Parece conseguir realizar as recepções mais difíceis, principalmente quando a marcação está colada nele.

Embora muito competitivo e dedicado aos bloqueios, esse parece ser um de seus maiores defeitos. Simplesmente não tem força suficiente para lidar com bloqueios “mano a mano”, contribuindo mais como ajudante do que bloqueador principal.

Também sofre com alguns drops extremamente bobos por falta de concentração as vezes.

4 – TE Thaddeus Moss, LSU

Sendo filho de Randy Moss, não surpreende que sua técnica de recepção e mãos sejam provavelmente as melhores dos citados. Literalmente, recebe tudo. É muito raro ver um drop de Moss.

Possivelmente o melhor bloqueador da posição também, tem ótima técnica e força, capaz de bloquear até alguns jogadores de EDGE no mano a mano.

Suas fraquezas vem em sua pequena explosão e uma velocidade “pedestriana”. Parece muito lento, tendo que abusar de seu tamanho e posicionamento para receber passes.

No college isso pode dar certo, mas na NFL, contra os melhores defensores do mundo, Moss terá que demonstrar uma evolução física fora do comum para se tornar um titular e peça-chave de um ataque no futuro.

Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Comentários