Cam Newton assina com os Patriots! O que esperar do QB em Foxborough?

Cam Newton é jogador dos Patriots
Cam Newton é jogador dos Patriots (Reprodução/Panthers)

Após ficar mais de três meses como free agent, Cam Newton finalmente assinou com uma equipe na NFL: o New England Patriots. O MVP da temporada 2015 fechou com os Pats um vínculo de um ano e até 7,5 milhões de dólares no último domingo (28) – aquele contrato clássico dado a um jogador que já mostrou muita coisa boa na liga, mas que precisa provar que merece uma extensão mais longa no futuro.

Embora tenha demorado muito mais do que todos esperavam, essa negociação parecia bem óbvia para ambas as partes desde o início. Quando Newton foi dispensado dos Panthers e New England perdeu Tom Brady, ambos na segunda quinzena de março, muitos diziam que era apenas uma questão de tempo para que ambas as partes se juntassem.

O único fator que pesava contra essa negociação eram as preocupações quanto a saúde de Newton após o histórico recente de lesões. Para piorar as coisas, o cenário de uma pandemia global dificultou ainda mais a realização dos testes para comprovar se Super Cam realmente estava saudável. No fim das contas, foi um acordo perfeito para ambas as partes.

Saudável, Newton pode dar conta do recado

Reprodução/Panthers

A missão que Cam Newton deve receber é extremamente ingrata – nada menos que substituir o maior quarterback de todos os tempos após duas décadas em Foxborough. Agora, o camisa 1 já provou em outras oportunidades que pode dar conta do recado.

Saudável, Newton é um dos melhores e mais dinâmicos quarterbacks da NFL atual. Ao todo, são três Pro Bowls, o prêmio de Calouro do Ano em 2011 e o MVP da temporada 2015 – quando levou os Panthers ao Super Bowl com uma temporada 15-1. Além das 29,041 jardas e 182 TDs lançando a bola, ele computa 4,806 jardas e 58 TDs terrestres – a maior marca da história da liga.

Patriots buscaram seu QB titular no momento certo

A contratação do último domingo mais uma vez mostra a capacidade de Bill Belichick de tirar o máximo de valor possível das situações (assim como fez com a troca de Randy Moss, por exemplo). Claro que Newton seria uma boa escolha já em março, mas na época era impossível saber como estaria a saúde do quarterback em meio a pandemia da COVID-19

E todo aquele papo de que “os Patriots confiam em Jarrett Sitdham”? Nada impedia qualquer outra equipe de fazer uma proposta para Newton neste intervalo de três meses, portanto, Belichick estava sim pronto para começar a temporada com o jovem QB caso fosse necessário. Aliás, ele continua sendo um bom ‘plano B’ caso Cam volte a apresentar problemas físicos no futuro.

Newton terá todo o suporte necessário para brilhar

Belichick e Josh McDaniels devem estar esfregando as mãos por finalmente poder contar com um QB dinâmico – após sofrer contra Mahomes, Jackson e Watson nos últimos anos. Certamente o coordenador deve tirar da cartola algumas páginas do playbook dos Broncos em 2010 – quando tinha Tim Tebow como titular.

No fim sas contas, Cam terá todo o suporte para voltar a ser ‘Super’: uma linha ofensiva muito estável, dois gênios chamando as jogadas, uma das melhores defesas da liga e um bom grupo de recebedores – mesmo que alguns digam o contrário. Ter Julian Edelman, Mohamed Sanu e N’Keal Harry será um ‘upgrade’ para Newton – se levar em conta as opções que ele tinha em Charlotte.

Este é o tipo de contratação que tem tudo para dar muito certo – Newton tem apenas 31 anos e pode ser o futuro da franquia de Foxborough. Agora, tudo vai depender se Cam vai conseguir ficar saudável para dar conta do recado.

Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Comentários