Veja detalhes das renovações gigantescas de Myles Garrett com os Browns e Chris Jones nos Chiefs

Chris Jones dos Chiefs e Myles Garrett dos Browns (Reprodução/Chiefs e Browns)
Chris Jones dos Chiefs e Myles Garrett dos Browns (Reprodução/Chiefs e Browns)

A importância de um bom pass-rush na NFL ficou ressaltada nesta terça-feira (14) – com dois dos maiores nomes de linha ofensiva recebendo gordas extensões contratuais. Primeiro, Chris Jones, campeão do Super Bowl 54, finalmente recebeu o vínculo que desejava do Kansas City Chiefs: quatro anos e 85 milhões de dólares. Horas depois, foi a vez de Myles Garrett renovar por cinco anos e 125 milhões com o Cleveland Browns.

Os contratos estão entre os maiores para um jogador de defesa na história e deixam claro como uma linha ofensiva sólida é vital para se vencer na liga atualmente. Veja detalhes dos dois contratos:

Veja também:

Chris Jones: quatro anos e 85 milhões com os Chiefs

O prazo para uma extensão maior estava acabando: caso Jones e os Chiefs não entrassem em um acordo até às 18h desta quarta-feira (15), o jogador teria que jogar em 2020 com o contrato de franchise tag. Felizmente para a torcida de Kansas City, as partes se acertaram e o DT recebeu os 20 milhões anuais que tanto queria.

Depois que Patrick Mahomes assinou o maior contrato da história dos esportes americanos há uma semana, o futuro de Chris Jones no Missouri estava em risco – o jogador ameaçou não entrar em campo com o vínculo de franchise tag. Agora, ele é o segundo defensive tackle mais bem pago da liga – apenas atrás de Aaron Donald.

Jones realmente é um dos melhores jogadores de linha defensiva da NFL: o segundo em sacks para um tackle nos últimos dois anos (16,5). O jogador é um dos pilares da defesa de Kansas City e foi vital na campanha do título – com jogadas decisivas no Super Bowl 54.

Myles Garrett: cinco anos e 125 milhões com os Browns

Horas depois do contrato de Chris Jones ser anunciado, o Cleveland Browns tratou de pagar o seu melhor pass-rusher por um valor ainda maior: cinco anos e 125 milhões de dólares. Como ele terá mais dois anos do contrato de calouro para cumprir, vai ficar em Cleveland até a temporada de 2026.

apesar de não ter recebido o maior contrato em números totais – atrás de Aaron Donald (135 milões) e Khalil Mack (141 milhões) – os 25 milhões anuais são o maior valor para um defensor na história.

Garrett foi um dos maiores prospectos de pass-rush nos últimos anos – não à toa foi a primeira escolha geral em 2017. Mesmo perdendo 11 partidas nos três anos de carreira, devido a lesões e a suspenão por agressão em 2019, ele computou 30,5 sacks, 65 QB hits, 104 tackles e 32 tackles para perda de jardas em 37 partidas. Agora, resta saber se o jogador vai conseguir colocar a cabeça no lugar e ficar em campo nos próximos anos.

Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Comentários