Prévia da temporada 2020 da NFL: como será o ano do Minnesota Vikings

Campanha em 2019: 10-6 – caiu na rodada de Divisional contra os 49ers
Principal reforço para 2020: DT Michael Pierce
Principal ausência em 2020: WR Stefon Diggs
Jogadores que assinaram o ‘opt out: DT Michael Pierce

Com novas peças, Mike Zimmer quer manter o bom trabalho em 2020

É inegável que o trabalho do técnico Mike Zimmer vem sendo bem feito: o time foi aos playoffs em três dos últimos cinco anos e chegou até o Divisional Round no ano passado – caindo para o vice-campeão 49ers. Pensando na evolução e no rejuvenecimento do elenco, os Vikes trouxeram várias caras novas e negociaram veteranos com contratos gigantes – como o WR Stefon Diggs.

PERDEU ALGUMA PRÉVIA? VEJA O GUIA DA TEMPORADA 2020 COM TODAS AS ANÁLISES JÁ FEITAS

Embora tenha negociado seu principal recebedor, a franquia manteve a base da equipe, com a adição de recebedores e defensores, e chega com chances de novamente pelo caneco da NFC North. Até onde a equipe pode chegar? Confira a prévia do Minnesota Vikings na temporada 2020 da NFL!

Veja também:

Sem Diggs, ataque terá que se reinventar

De antemão, a mudança de patamar do ataque aéreo só vamos perceber na prática depois do kickoff. Porém, sem Diggs, o alvo que terá mais leituras do QB Kirk Cousins para receber lançamentos será WR Adam Thielen. Em 2019, o atleta perdeu seis jogos por ter se machucado.

Com isso, se tornou a pior marca da carreira do camisa 19 desde 2015. Além disso, tal contusão contribuiu para o Minnesota Vikings ter na NFL na temporada passada somente o 22º ataque aéreo da competição. Thielen precisará anotar mais do que os seis TDs e as 418 jardas recebidas.

Dessa forma, a nova fase ofensiva, vai contar o calouro selecionado no Draft 2020, WR Justin Jefferson (LSU). Aliás, os wide receivers que chegaram aos Vikings foram: Tajae Sharpe (ex-Titans) e K.J. Osborn (Miami), Quartney Davis e Dan Chisena, depois da seleção do College.

Após um primeiro ano bem criticado, Kirk Cousins mostrou em 2019 que merece o grande contrato com 26 touchdowns, apenas seis interceptações e uma média de 69,1% de passes completados. A promessa é de um ano ainda mais consistente de ‘Capitão Kirk’ com Dalvin Cook mais uma vez tirando um pouco da pressão e ainda sendo um alvo confiável para lançamentos.

DEFESA IMPACTADA

A defesa dos Vikings mais uma vez foi bem consistente: a quinta melhor no geral, a quarta que mais forçou TOs nos adversários, forçou 14 fumbles (representou um TD contra o LA Chargers) e 17 INTs. Como dito acima, o setor passou por reformulação e perdeu oito jogadores – incluindo os três principais cornerbacks e metade da linha.

Vários ex-Vikings partiram para uma nova empreitada. Um deles é o CB Xavier Rhodes, que assinou pelo Indianapolis Colts. O DE Everson Griffen deixou a equipe para assinar com o Dallas Cowboys. Enquanto o DT Linval Joseph migrou para o Chargers. LB Stephen Weatherly e o S Andrew Sendejo desembarcaram no Carolina Panthers e Cleveland Browns, respectivamente.

Por outro lado, S Harrison Smith e o CB Mike Hughes, seguem na franquia e devem ter a ajuda do cornerback calouro Jeff Gladney (TCU). Há, também, no corpo defensivo das trincheiras os linebackers Anthony Barr e Eric Kendricks. Entretanto, a principal contratação defensiva, DT Michael Pierce, optou para não jogar em 2020, devido ao Covid-19. Vale também ressaltar a boa contratação do DE Yannick Ngakoue, que estava no Jacksonville Jaguars.

MANTÉM ISSO AÍ

Os torcedores do Minnesota Vikings se soubessem quem é Romero Jucá, gritariam de casa “Mantém isso aí”, já que, o trabalho defensivo de 2019 repetido, representará uma ascensão para a pós-temporada.

Stefon Diggs fora, mas Adam Thielen retomando em forma e O RB Dalvin Cook, que ainda não renovou seu contrato de calouro na NFL, em campo, é possível melhorar a temporada passada. Todavia, o pilar desse desempenho nas quatro linhas virá da defesa. Com foco no safety Harrison Smith e no cornerback Mike Hughes.

>>CONHEÇA A HISTÓRIA DO MINNESOTA VIKINGS

COMO APOSTAR NO MINNESOTA VIKINGS EM 2020

Ganhar o Super Bowl: paga R$ 34 para 1 segundo o Oddsshark.com.

Ganhar a Conferência: paga R$ 16 para 1 segundo o Oddsshark.com.

Ganhar a divisão: paga R$ 3 para 1 segundo o Oddsshark.com.

VAI ATÉ ONDE?

Com as reposições defensivas mescladas e a base mantida, a defesa do Minnesota Vikings deve, mais uma vez, estar entre as mais difíceis de serem superadas. Por fim, o ataque perdeu o Diggs, mas há esperança no trio Kirk Cousins, Adam Thielen e Dalvin Cook – se conseguirem ficar saudáveis. Minnessota deve mais uma vez brigar por playoffs e fazer uma batalha feroz com os Packers pelo título da NFC North.

PREVISÃO: 2º DA NFC NORTH (10-6)

Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Comentários