Prévia da temporada 2020 da NFL: Como será o ano do Seattle Seahawks

Campanha em 2019: 11-5 (caiu para os Packers no Divisional)
Principal reforço para 2020: S Jamal Adams
Principal ausência em 2020: EDGE Jadeveon Clowney
Jogadores que assinaram o ‘opt out: OG Chance Warmack

Russell Wilson brilha, mas ataque terrestre sofre com lesões e secundária falha em momentos decisivos

Entra ano, sai ano, e Russell Wilson segue carregando o Seattle Seahawks nas costas. Considerado por muitos o MVP da NFL até metade da última temporada, o camisa 3 provou mais uma vez que é um dos melhores quarterbacks da atualidade. O jogo terrestre sofreu com lesões durante o ano, mas o corpo de recebedores foi uma grata surpresa, com DK Metcalf e Tyler Lockett jogando muito bem. Bobby Wagner e Jadeveon Clowney carregaram a defesa de Seattle, que contou com uma secundária errática em momentos cruciais – inclusive na eliminação para os Packers nos playoffs.

PERDEU ALGUMA PRÉVIA? VEJA O GUIA DA TEMPORADA 2020 COM TODAS AS ANÁLISES JÁ FEITAS

Os Seahawks foram um dos times que mais se movimentaram nessa última offseason. Greg Olsen e Quinton Dunbar chegaram, Josh Gordon retornou e o astro Jamal Adams foi adquirido em uma troca bombástica. Porém, mesmo com ótimos reforços na secundária, a defesa tem um dos piores pass-rush da liga e deve encontrar problemas. Russell Wilson tem um ataque qualificado nas mãos e o plano da comissão técnica é usar mais ainda o talento de seu QB. Para isso, é fundamental que a OL funcione e não coloque Wilson para correr pela sua vida novamente.

Veja também:

Ataque ganha novas armas e Russell Wilson ainda mais ‘protagonista; OL segue fraca

Russell Wilson deve mais uma vez carregar os Seahawks em 2020 (Reprodução/Seahawks)

22 touchdowns e 1 interceptação nas nove primeira semanas, assim Russell Wilson começou a última temporada. Enfim, parece que Pete Carroll e Brian Schottenheimer se deram conta de que Wilson precisa ser o protagonista do esquema ofensivo. Se isso se confirmar, o camisa 3 deve ter ainda mais chance de brilhar.

DK Metcalf caiu no colo de Seattle no Draft de 2019 e provou que tem sim talento para ser um grande wide receiver na NFL. Tyler Lockett passou das mil jardas pela primeira vez na carreira e tem um ótimo entrosamento com Wilson. O corpo de recebedores ainda recebeu bons reforços como Phillip Dorsett, Paul Richardson e o retorno de Josh Gordon. Greg Olsen não vive mais seu auge, mas pode render bem em um grupo de tight ends que já conta com Will Dissly e Luke Willson.

O corpo de running backs de Seattle sofreu com muitas lesões durante a temporada, não à toa o ídolo Marshawn Lynch foi chamado para socorrer o setor nos playoffs. Chris Carson está recuperado e é o titular indiscutível, mas precisa melhorar o cuidado com a bola para evitar fumbles. Carlos Hyde, que chegou após boas temporadas em Houston, e Rashad Penny completam um grupo qualificado. O problema é a linha ofensiva- que segue como uma das piores da liga e pode dificultar o trabalho do ataque.

>>Conheça a história do Seattle Seahawks

Jamal Adams forma ‘Legion Of Boom 2.0’, mas pass-rush é ignorado e deve complicar

O projeto “Legion Of Boom 2.0” nunca esteve tão forte. Jamal Adams chegou via troca com o New York Jets e, ao lado de Quandre Diggs, deve formar uma das principais duplas de safeties da NFL. Embora a secundária tenha vacilado algumas vezes em 2019, Shaquill Griffin mostrou que vem evoluindo a cada ano e agora recebeu a companhia de Quinton Dunbar, também contratado na offseason.

Embora 2019 não tenha sido o ano mais brilhante para Bobby Wagner e K.J. Wright, a dupla brilha há tempos em Seattle e não deve ser diferente esta temporada. Além de bom reservas, os Seahawks apostaram sua escolha de primeira rodada deste ano em Jordyn Brooks. A opção foi controversa para alguns, mas suas características físicas têm tudo para encaixar bem no esquema da equipe.

Jadeveon Clowney não vai voltar para Seattle e o pass-rush deve ser o ponto fraco do time. Jarran Reed teve seu contrato renovado e Bruce Irvin retornou após quatro temporadas, mas não devem ser a solução para o problema. Poona Ford e L.J. Collier, escolhas recentes de Draft, ainda não conseguiram se provar, embora o primeiro tenha um bom desempenho contra o jogo corrido. O torcedor pode esperar muito trabalho para secundária, pois o pass-rush vai exigir todo o potencial que unidade promete.

Como apostar no Seattle Seahawks em 2020

Ganhar o Super Bowl: paga R$19 para 1 segundo o Oddsshark.com.

Ganhar a Conferência: paga R$10 para 1 segundo o Oddsshark.com.

Ganhar a divisão: paga R$4,40 para 1 segundo o Oddsshark.com.

VAI ATÉ ONDE?

Um quarterback de elite pode vencer qualquer equipe da NFL, Russell Wilson é um desses jogadores. Com um ataque qualificado em mãos, o camisa 3 deve impressionar ainda mais. Reforçada, a secundária também tem tudo para voltar a ser uma das melhores da liga. Porém, linhas ofensiva e defensiva, ambas, podem minar as pretensões da equipe. Embora entre como azarão, Seattle pode sim brigar pela divisão contra o San Francisco 49ers e deve, pelo menos, arrancar uma vaga via Wild Card. Nos playoffs, resta ver até onde a magia de Russell Wilson pode levar a equipe.

PREVISÃO: 2º DA NFC WEST (11-5)

Comentários