Cardinals derrubam invencibilidade dos Seahawks em jogo épico no Arizona

Os fãs da NFL devem agradecer pelo duelo entre Arizona Cardinals e Seattle Seahawks ter sido deslocado para o Sunday Night Football: o que se viu em campo foi um duelo épico e digno de horário nobre. A batalha entre dois dos melhores times da NFC foi feroz e cheia de reviravoltas, mas, no fim das contas, os mandantes levaram a melhor: os Cardinals converteram um field goal no último minuto da prorrogação e venceram por 37 a 34 no State Farm Stadium – acabando com a invencibilidade do rival de divisão em 2020. O duelo fechou com chave de ouro a semana 7 da NFL na noite deste domingo (25).

Talvez a maior atração do duelo tenha sido a batalha feroz de dois quarterbacks de características bem parecidas: o embate foi o primeiro da história da liga que ambos os QBs tiveram, pelo menos, 300 jardas de passe e 60 terrestres.

Surpreendentemente, foi o ‘aprendiz que levou a melhor contra o mestre’: o garoto Kyler Murray foi muito consistente e apareceu nos momentos decisivos – arquitetando um improvável empate e sendo decisivo nos drives decisivos da prorrogação. O camisa 1 terminou com 360 jardas, três touchdowns e uma interceptação. A defesa também foi decisiva com três turnovers cruciais – incluindo um no fim do tempo extra – e o kicker Zane Gonzalez foi essencial tanto on field goal do empate no quarto período como no que deu a vitória nos segundos finais do tempo extra.

Do outro lado, Russell Wilson também foi genial como sempre (33/50, 388 jardas e três TDs), entretanto, as três interceptações acabaram custando a vitória da equipe no fim das contas. Já a defesa forçou apenas um fumble e cedeu alarmantes 519 jardas totais. Algumas faltas desnecessárias e chamadas questionáveis das zebras também contribuíram para o primeiro tropeço dos Seahawks em 2020.

Veja também:

Seahawks largam na frente no bombardeio na primeira etapa

O melhor ataque da NFL começou com tudo no Sunday Night Football – foram três campanhas dominantes e 13 pontos anotados. Primeiro, Russell Wilson lançou um touchdown curto para Tyler Lockett logo no primeiro drive do duelo. Minutos depois, o ataque arquitetou mais dois field goals – ambos convertidos por Jason Myers. Do outro lado, Kyler Murray respondeu com um lindo TD de 35 jardas com DeAndre Hopkins. Fim de um primeiro quarto movimentado: 17 a 7 Seahawks.

O começo do segundo período foi marcado por um festival de turnovers dos dois lados. Primeiro, Kyler Murray sofreu um fumble, mas a defesa de Arizona logo recuperou a posse interceptando Russell Wilson pela primeira vez. Os Cardinals se posicionaram a três jardas da end zone, mas arriscaram uma 4ª descida e não conseguiram o touchdown. Turnover on downs no deserto!

O que se viu antes do intervalo foi um tiroteio de ambos os lados. Seattle anotou mais dois touchdowns – em corrida de Carlos Hyde e conexão incrível de Wilson com Tyler Lockett – e Arizona respondeu com um TD de Murray para Christian Kirk e um field goal longo de Zane Gonzalez. No fim das contas, os Seahawks foram para os vestiários vencendo por 27 a 17.


Confira aqui todos os palpites na Semana 7


Cardinals reagem, anotam 10 pontos no fim e levam o duelo para a prorrogação

A segunda etapa começou mais ’emperrada’ no deserto – especialmente porque o ataque dos Seahawks não mostrava mais aquele domínio do primeiro tempo. Arizona aos poucos foi crescendo e logo diminuiu a vantagem – com mais uma corrida para touchdown de Kyler Murray em 2020. Minutos mais tarde, os Cardinals tiveram a chance de capitalizar em mais uma interceptação de Wilson, mas Murray retribuiu o favor e devolveu a bola à defesa adversária logo no primeiro snap. 27 a 24 Seahawks.

Seattle voltou a abrir vantagem na conexão Wilson-Lockett e colocou dez pontos de vantagem no marcador a seis minutos do fim. Jogo definido? Nada disso! O que Kyler Murray fez nos minutos finais foi algo digno de aplausos: lançou um touchdown para Kirk, segundo do WR no jogo, e posicionou seu kicker para um chute de 44 jardas no estouro do cronômetro. Gonzalez colocou a bola dentro do “Y” e levou a partida para o tempo extra!

Seattle voltou a abrir vantagem na conexão Wilson-Lockett e colocou dez pontos de vantagem no marcador a seis minutos do fim. Jogo definido? Nada disso! O que Kyler Murray fez nos minutos finais foi algo digno de aplausos: lançou um touchdown para Kirk, segundo do WR no jogo, e posicionou seu kicker para um chute de 44 jardas no estouro do cronômetro. Gonzalez colocou a bola dentro do “Y” e levou a partida para o tempo extra!

Cardinals vencem em prorrogação emocionante no deserto

Seattle teve a primeira posse da prorrogação, mas teve que ir para o punt. Arizona recebeu a bola e, apoiado em Murray, posicionou seu kicker para um chute de 41 jardas que daria a vitória. enquanto os Cardinals já comemoravam a vitória no banco de reservas, Gonzalez errou o chute!

Desolado anteriormente, Russell Wilson se encheu de esperança para buscar a vitória novamente. Entretanto, desta vez ele foi decisivo de forma negativa – lançando uma interceptação no meio do campo. Desta vez Arizona não desperdiçou: Murray posicionou Zane Gonzalez para um chute mais difícil do que o anterior, de 46 jardas, mas o kicker desta vez colocou no meio do “Y”. Grande vitória dos Cardinals dentro da NFC West!

Comentários