Chiefs aproveitam chances, superam Patriots e seguem invictos em 2020

Mahomes sofreu com a defesa dos Pats, mas brilhou no fim (Reprodução/Patriots)

Por um momento até se especulou que o duelo entre Kansas City Chiefs e New England Patriots pudesse não ocorrer nesta semana, após o diagnóstico de COVID-19 de Cam Newton. Mesmo assim, a partida ocorreu com um dia de atraso nesta segunda-feira (05) e os Chiefs saíram com a vitória, pelo placar de 26 a 10. Embora o resultado aponte um “domínio”, o jogo contou uma historia bem diferente. Pat Mahomes esteve longe de seus melhores momentos, sendo bem neutralizado pela defesa dos Patriots. Infelizmente para New England, a falta de um substituto capaz para Cam Newton foi fator decisivo na derrota no Arrowhead Stadium.

Mesmo “abaixo da média”, Mahomes foi o principal destaque dos Chiefs. Ele completou 19 de 29 passes para 236 jardas e 2 touchdowns curtos, além de conquistar algumas primeiras descidas correndo com a bola para um total de 28 jardas.

Do outro lado, os Patriots tiveram um desempenho sofrível de seus quarterbacks. A principal ofensiva com certeza foi o running-back de segundo ano Damien Harris que, em sua primeira partida como titular na carreira, alcançou a marca de 100 jardas terrestres em apenas 17 carregadas.

Veja também:

Defesas demonstram superioridade e grave falha das “zebras” marcam primeira etapa

Quem esperava um completo domínio ofensivo e placar alto em favor de Kansas City, se decepcionou com o primeiro tempo do duelo. Na primeira posse ofensiva, os Chiefs até marcharam bem pelo campo, mas pararam na beira de end zone. Harrison Butker converteu tranquilamente seu primeiro FG do jogo e deu a vantagem ao time da casa. Uma sucessão de punts entre as equipes veio a seguir, até uma nova campanha mediana dos Chiefs e mais um chute de Butker realizado com sucesso.

Após o festival de punts, os turnovers começaram a aparecer. Primeiramente, um passe ruim de Brian Hoyer, fazendo sua primeira partida como titular desde 2016 na NFL, caiu nas mãos do safety Juan Thornhill. KC devolveria o favor quase imediatamente, através de um fumble de Sammy Watkins, forçado por Stephon Gilmore e recuperado por J.C. Jackson. New England caminhou bem com a bola após recuperá-la, mas terminou sua campanha apenas com um field goal de Nick Folk.

No próximo drive dos Chiefs, a grande gafe da arbitragem veio. Em uma situação de 3rd down, Pat Mahomes foi sackado claramente por Chase Winovich e Deatrich Wise, caindo para frente e soltando a bola, que ficou nas mãos de Shilique Calhoun. Aí você poderia escolher: um fumble ou uma interceptação? Na visão dos árbitros, apenas um sack, já que eles determinaram erroneamente que o “progresso de Mahomes havia sido interrompido, encerrando a jogada”. Uma jogada extremamente controversa contra os Patriots que levou Bill Belichick a loucura nas laterais. Rapidamente KC realizou seu punt, não dando chances de um desafio por parte dos Patriots também.

Com a última posse do tempo, Brian Hoyer, apoiado no jogo corrido eficiente de Rex Burkhead e Damien Harris, chegou na beira da end zone dos Chiefs. Sem timeouts, ele provou porque é um mero reserva por toda sua carreira. Perdido com a bola nas mãos no pocket, ele acabou sackado por Frank Clark, o que encerrou o primeiro tempo. Bastava-lhe apenas lançar a bola para fora, fazer qualquer coisa para parar o relógio, mas Hoyer “desligou o cérebro” na jogada e assim, os Patriots foram para o vestiário perdendo por 6 a 3.


Confira aqui todos os resultados na Semana 4


Chiefs capitalizam nos constantes erros ofensivos dos Pats e garantem a vitória

Ambas equipes voltaram no mesmo ritmo da primeira etapa – com ataques pedestrianos e domínio total das defesas. Com sua segunda posse no tempo, os Patriots finalmente pareciam prontos para anotar o primeiro TD da partida. Misturando boas corridas e passes precisos de Hoyer, os Pats chegaram a beira da end zone. E mais uma vez, Hoyer mostrou sua incapacidade. Em um 3rd down, ele foi pressionado rapidamente pelo pass-rush adversário e deixou a bola totalmente desprotegida, sendo sackado por Taco Charlton e sofrendo o fumble. Mais uma vez, New England deixou de anotar pontos preciosos no jogo.

Quem não faz…toma. Finalmente Mahomes e seus companheiros “acordaram” no jogo após o turnover dos Pats. Em uma campanha rápida, marcada por uma recepção de 45 jardas de Travis Kelce, os Chiefs anotaram o primeiro TD da partida. Em um “reverse”, Tyreek Hill pegou a bola e abusou de sua velocidade para conquistar as 6 jardas que faltavam para a end zone, deixando o placar em 13 a 3 para KC no início do último quarto.

New England responderia. Jarrett Stidham, terceiro QB da equipe, entrou no lugar de Hoyer. Uma corrida fantástica de 41 jardas de Harris colocou a equipe novamente em boa situação. Stidham, então, foi interceptado em seu primeiro passe…porém com interferência defensiva. Em sua nova chance, ele não falhou e colocou um belo passe no colo de N’Keal Harry, no canto da end zone e assim, a liderança dos Chiefs voltava a ser apenas de três pontos.

Mahomes daria o troco logo a seguir. Uma chamada questionável da arbitragem gerou um 1st down automático e um ganho de 15 jardas para KC em uma campanha que parecia ‘morta’. O camisa 14 se aproveitou do bônus, avançando pelo campo. Em uma jogada parecida com o TD de Hill anteriormente, Mecole Hardman entrou na terra prometida. Logo no lance ofensivo seguinte dos Pats, Julian Edelman droppou um passe fácil, no colo de Tyrann Mathieu, que retornou para o TD. Os Patriots até tentariam uma última recuperação, mas um passe ruim de Stidham nas mãos de Rashad Fenton selaria o triunfo dos Chiefs pelo placar final de 26 a 10.

Próximos jogos

As duas equipes voltam a campo no próximo domingo (11): os Chiefs recebem os Raiders em casa às 14h de Brasília, enquanto os Patriots voltam ao Gillette Stadium em busca da recuperação contra os Broncos às 17h25.

Comentários