Sem encantar, Saints batem os Bears e agora encaram os Bucs no Divisional

saints-bears-wild card 2021
O ataque dos Saints foi muito eficiente no Wild Card (Reprodução/Saints)
prévia saints bears playoffs 2021

Antes da bola oval voar nos duelos da super rodada de Wild Card deste fim de semana, muitos colocavam o embate entre New Orleans Saints e Chicago Bears o mais desequilibrado dos seis duelos. Na prática, foi exatamente o que aconteceu: os Saints dominaram o rival dos dois lados da bola oval e venceram por 21 a 09 neste domingo (10) no Superdome, em New Orleans. Após duas derrotas consecutivas, Drew Brees e companhia voltam a vencer em pós-temporada e seguem vivos na briga pelo Super Bowl 55.

>> Veja os Palpites do Endzone Brasil nos playoffs da NFL

O roteiro que estava se desenhado realmente aconteceu: Chicago voltou a mostrar muita dificuldade ofensiva e praticamente não incomodou a defesa dos Saints em nenhum momento. Do outro lado, New Orleans não foi brilhante ofensivamente, mas fez o suficiente para controlar a posse de bola e abrir uma confortável vantagem no Superdome. Com pouca ajuda do jogo corrido, Drew Brees foi o principal destaque com 28 de 39 passes completos, 265 jardas, dois TDs e nenhuma interceptação.

Do outro lado, Chicago mostrou porque não estaria nos playoffs nas regras dos anos anteriores – o time teve mais punts do que primeiras descidas até os minutos finais do último período. O ataque teve uma performance pífia, com 239 jardas totais (muitas delas no ‘garbage time’), e não conseguiu ficar em campo – o que sobrecarregou demais a defesa. O grupo até complicou a vida dos Saints na primeira etapa, mas estava totalmente esgotado fisicamente nos minutos finais.

>>> Confira o calendário completo dos playoffs e as demais prévias

Como fica?

Oficialmente eliminado, Chicago já começa a pensar no Draft 2021. Já New Orleans vai encarar o Tampa Bay Buccaneers de Tom Brady em um JOGAÇO no Divisional da NFC.

Veja também:

Saints ‘jogam para o gasto’ e saem na frente no Superdome

O domínio de New Orleans começou já no primeiro período – com 10 dos 15 minutos de posse de bola. Não demorou para os Saints abriram o placar – na clássica conexão de 11 jardas de Drew Brees para Michael Thomas. A vantagem poderia ter sido maior, mas Wil Lutz errou o field goal de 50 jardas. 07 a 0 para os mandantes.

Chicago tentou responder, mas aquele letárgico ataque voltou a aparecer na pós-temporada – Mitch Trubisky e companhia sofriam para buscar um first down sequer.

A única boa oportunidade de pontuar veio através da defesa – que forçou um fumble em Taysom Hill e recuperou a posse em posição bem favorável. Entretanto, Trubisky não transformou o turnover em sete pontos e teve que se conformar com um field goal de 36 jardas do nosso grande Cairo Santos. Quem diria que esses seriam os únicos pontos dos Bears na partida até o minuto final!

New Orleans seguiu no comando das ações no segundo período, mas o ataque tão famoso por ser explosivo não conseguiu buscar um pontinho sequer na defesa de Chicago – que segurava bem as pontas. Sem sofrer, New Orleans foi para os vestiários vencendo por 07 a 03.


>> Confira a ordem inicial dos Draft 2021 e as posições carentes das primeiras 18 equipes


New Orleans domina posse de bola e mata o jogo com dois TDs

New Orleans voltou com o mesmo ímpeto na segunda etapa e dominou completamente as ações – se aproveitando de uma defesa de Chicago completamente exausta. As duas primeiras campanhas dos Saints somaram mais de 16 minutos! Ambas terminaram em touchdown: conexão de Drew Brees para Latavius Murray e uma corrida de Alvin Kamara até a end zone. Fácil, fácil: 21 a 03 Saints.

Entregues, os Bears não mostraram qualquer poder de reação e pouco ameaçaram até o apito final. A única pontuação do segundo tempo veio no último segundo – no famoso ‘garbage time’: Trubisky lançou um touchdown para Jimmy Graham – comprovando a ‘lei do ex’. A pontuação foi tão irrelevante que o tight end até deixou o campo após anotar o TD. Mesmo sem encantar, os Saints venceram sem grandes sustos e agora recebem o rival Buccaneers no Divisional na semana que vem!

Comentários