Mock Draft do Endzone Brasil versão 1.0

Tem algum palpite de qual jogador o seu time vai selecionar no evento do fim do mês em Cleveland? Veja o primeiro Mock Draft da temporada 2021

mock draft
No ar a primeira versão do Mock Draft da temporada 2021

O primeiro Mock Draft de 2021 está saindo do forno! Como já é tradição, o Endzone Brasil analisa os melhores jogadores do futebol universitário e monta o chamado Mock Draft – tentando prever qual será a escolha de cada time no Draft de 29 de abril. Claro que a lista é quase como construir um castelo de cartas: às vezes uma mudança de última hora na posição dos times resulta na escolha de um determinado jogador antes do esperado, alterando a maioria das outras escolhas e fazendo todos os seus prognósticos irem para o espaço.

Também vale deixar claro que esse Mock Draft é baseado no que os times devem fazer, não em escolhas pessoais. Concorda? Discorda? Confira a primeira versão do nosso mock:

Veja também:

1. Jacksonville Jaguars

Escolha: Trevor Lawrence (QB – Clemson)

Pela primeira vez em alguns anos não há qualquer tipo de discussão envolvendo a primeira escolha do Draft. Apesar de ser o time mais fraco da liga em termos de talento e precisar de ajuda em várias posições, os Jaguars não vão deixar passar a chance de escolher o QB Trevor Lawrence.


2. New York Jets

Escolha: Zach Wilson (QB – BYU)

Acabou o mistério: após meses de muita especulação, os Jets finalmente trocaram Sam Darnold – deixando claro que devem ir atrás de um novo quarterback com a escolha geral. Se der a lógica, Zach Wilson deve ser a nova aposta de jovem QB na Big Apple.


3. San Francisco 49ers

Escolha: Justin Fields (QB – Oklahoma)

San Francisco não deu três escolhas de primeira rodada para os Dolphins para subir e buscar algo que não seja o futuro franchise QB da franquia por muitos anos. Embora a tendência seja de que a equipe opte por Mac Jones, aqui vamos com o melhor prospecto em Justin Fields.


4. Atlanta Falcons

Escolha: Kyle Pitts (TE – Florida)

Com os três primeiros buscando quarterbacks, o Atlanta Falcons se encontra em uma posição em que pode tanto buscar o sucessor de Matt Ryan como escolher o melhor prospecto não QB e até mesmo negociar a escolha para times que podem ir atrás de Fields ou Jones – caso dos Broncos e dos Patriots.


5. Cincinnati Bengals

Escolha: Ja’marr Chase (WR – LSU)

A temporada 2020 deixou bem claro que Joe Burrow pode levar o time longe no futuro – desde que consiga permanecer em campo e ter bons alvos para lançar. O cenário é perfeito para Penei Sewell ser selecionado, mas a equipe parece enamorada pelo talento de Chase, principal alvo de Burrow na faculdade.


6. Miami Dolphins

Escolha: Penei Sewell (T – Oregon)

Com toda a busca por quarterbacks nas primeiras posições, os Dolphins desceram de 3º para 6º e encontram o melhor prospecto ‘não QB’ do Draft 2021. Um talento de OL geracional, Sewell pode atuar tranquilamente como RT para proteger o lado cego do canhoto Tua Tagovailoa.


7. Detroit Lions

Escolha: Jaylen Waddle (WR – Alabama)

Por mais que a defesa precise muito de reforços, uma das piores da liga em 2020, a principal prioridade deve ser dar a Jared Goff bons alvos para lançamento. A troca de Matthew Stafford deixou claro que a ideia é de uma grande reformulação nos próximos anos. Waddle é o melhor talento na posição de WR, mas sofreu com contusões no college.


8. Carolina Panthers

Escolha: DeVonta Smith (WR – Alabama)

Com Sam Darnold e Teddy Bridgewater já no elenco, a ideia dos Panthers no Draft será de ajudá-los o máximo possível com proteção e alvos mais confiáveis. A secundária também precisa de bastante ajuda. Com a oitava escolha, os Panthers recebem um ‘prêmio’ em Smith, o atual vencedor do Troféu Heisman.


9. Denver Broncos

Escolha: Trey Lance (QB – North Dakota State)

Assim como outras equipes acima já citadas, esta escolha está totalmente ligada a decisão de manter ou não Drew Lock como quarterback titular da equipe. A tendência é que Denver busce (mais uma vez) seu QB do futuro no Draft. Pode ser que a equipe suba algumas posições para ir atrás de Justin Fields ou se contente com Trey Lance – que deve estar disponível nesta posição (em teoria). O jovem QB de North Dakota oferece, talvez, o maior potencial de todos os quarterbacks neste Draft.


10. Dallas Cowboys

Escolha: Patrick Surtain II (CB – Alabama)

Após Dak Prescott finalmente receber o longo contrato que tanto queria, o principal foco de Dallas deve reforçar sua terrível secundária, uma das piores da NFL. Surtain vem emergindo com um dos principais prospectos defensivos do Draft e deve preencher um espaço de titular no grupo de cornerbacks de Dallas.


11. New York Giants

Escolha: Rashawn Slater (T – Northwestern)

Embora Daniel Jones esteja longe de ser uma unanimidade na Big Apple, ele deve continuar por lá em 2021. Portanto, o melhor que o time pode fazer para ajudá-lo é trazer um grande WR1 e reforçar a fraca linha ofensiva. Aqui, Slater, que ficou de fora de toda a última temporada no college, é uma ótima opção. Pode atuar também na parte interna da OL.


12. Philadelphia Eagles

Escolha: JayCee Horn (CB – South Carolina)

A troca de Carson Wentz e a descida de 6º para 12º deixam claro que o momento é de reformulação nos Eagles. Embora Jalen Hurts precise de novas armas e uma melhor proteção, aqui os Eagles escolhem o homem do futuro de sua frágil secundária.


13. Los Angeles Chargers

Escolha: Christian Darrisaw (T – Virginia Tech)

Após um bom final de temporada, os Chargers são aquele clássico exemplo de um time com muito potencial e que estão a algumas peças de brigar por coisas grandes nos próximos anos. Proteger Herbert deve ser a grande prioridade.


14. Minnesota Vikings

Escolha: Jaelan Phillips (EDGE – Miami)

Possivelmente os Vikings estariam nos playoffs se tivessem feito um trabalho menos horroroso nas trincheiras. O time precisa proteger melhor seu QB e colocar muito mais pressão no adversário para voltar a competir. Com a 14ª seleção, a equipe arrisca em um prospecto com tremendo potencial, mas grandes problemas com concussões que já encerraram brevemente sua carreira em 2018.


15. New England Patriots

Escolha: Mac Jones (QB – Alabama)

2020 deixou claro que muitos já desconfiavam: os Patriots precisam passar por uma total reformulação no ataque. Mesmo com os retornos de Newton e Stidham, a equipe busca em Mac Jones, o QB do seu futuro. Com grande precisão e boas leituras ofensivas, Mac pode construir uma bela carreira sob a tutela de Bill Belichick.


16. Arizona Cardinals

Escolha: Christian Barmore (DL – Alabama)

Outro caso de uma franquia que pode brigar por coisas grandes nos próximos anos com a chegada de algumas peças. A defesa deixou a desejar em alguns momentos da temporada e precisa de mais playmakers. Barmore pode ser uma presença intimidadora na parte interna da linha defensiva.


Veja também:

17. Las Vegas Raiders

Escolha: Micah Parsons (LB – Penn State)

Apesar de ter escolhido duas vezes na primeira rodada nos últimos dois anos, os Raiders seguem medíocres e ainda precisando de ajuda em alguns setores para competir com os rivais diretos. A defesa ainda deixa a desejar e precisa de ajuda – especialmente no setor de linebackers.


18. Miami Dolphins

Escolha: Rashod Bateman (WR – Minnesota)

A tendência é de que Miami utilize a primeira pick para trazer um grande talento do Draft, independente da posição, e que utilize esta escolha para trazer um WR1 para ajudar no desenvolvimento de Tua Tagovailoa.


19. Washington Football Team

Escolha: Jeremiah Owusu-Koramoah (LB – Notre Dame)

Mesmo com a chegada do interminável Ryan Fitzpatrick ao time, a tendência é de que a equipe já comece a pensar em um jovem para crescer sob a batuta de ‘Fitzmagic’ – assim como fez os Dolphins em 2020. Sem boas opções para QB, os focos secundários ficam no corpo de linebackers e na linha ofensiva.


20. Chicago Bears

Escolha: Alijah Vera-Tucker (OL – USC)

Após dois anos de ausência, os Bears voltam a escolher na primeira rodada e certamente devem correr atrás de um substituto Mitch Trubisky. Não, Andy Dalton não será a solução dos problemas crônicos da franquia na posição mais importante do futebol americano. Também sem grandes opções na 20ª escolha, Chicago opta pelo melhor offensive lineman disponível. Vera-Tucker é versátil e pode se encaixar em qualquer lugar na OL dos Bears.


21. Indianapolis Colts

Escolha: Kwity Paye (EDGE – Michigan)

Após solucionar o principal problema do elenco com a troca de Carson Wentz, os Colts precisam ajudar o recém-chegado com bons alvos para lançamento. Na defesa, um puro pass-rusher deve ser uma das prioridades da equipe no evento.


22. Tennessee Titans

Escolha: Elijah Moore (WR – Mississippi)

Assim como outras equipes da AFC, os Titans precisam de algumas peças nos lugares certos para subir de prateleira e ameaçar Chiefs e Bills. Tennessee deve reforçar a linha ofensiva e trazer mais alvos para Ryan Tannehill. Moore é um alvo ‘elétrico’, extremamente ágil e capaz de causar muitos problemas, tanto no slot como aberto nas pontas.


23. New York Jets

Escolha: Zaven Collins (LB – Tulsa)

Faz total sentido que os Jets busquem um novo playmaker na secundária com a escolha que veio dos Seahawks após a troca de Jamal Adams. Collins tem ótimos sensos defensivos, é extremamente participativo, forte e agressivo. Deve casar bem com o estilo do novo treinador Robert Saleh.


24. Pittsburgh Steelers

Escolha: Teven Jenkins (T – Oklahoma State)

Embora os Steelers tenham gasto as primeiras escolhas nos últimos sete drafts em jogadores de defesa, é preciso reforçar sua OL porosa ou buscar um RB para o pior ataque terrestre da liga. Na atual situação, os Steelers optam por um dos melhores tackles da nação em 2020.


25. Jacksonville Jaguars

Escolha: Trevon Moehrig (S – TCU)

Depois de buscar Trevor Lawrence com a primeira escolha do Draft, os Jaguars buscam em Moehrig um ‘quarterback defensivo’. Capaz de atuar por todas partes do campo e com grande visão, o safety já chega pronto para ser titular na NFL logo de cara.


26. Cleveland Browns

Escolha: Jayson Oweh (EDGE – Penn State)

Apesar da grande e honrosa campanha em 2020, ficou claro que a defesa precisa de reforços – especialmente contra o passe: o time cedeu 300 jardas aéreas em oito dos últimos nove jogos de 2020.


27. Baltimore Ravens

Escolha: Azeez Ojulari (EDGE – Georgia)

A derrota para os Bills deixou evidente que a equipe precisa de um pass-rush mais incisivo e de mais alvos para Lamar Jackson lançar a bola quando necessário. Ojulari apresenta uma opção explosiva que deve se encaixar rapidamente na defesa de Baltimore.


28. New Orleans Saints

Escolha: Caleb Farley (CB – Virginia Tech)

Embora Taysom Hill e Jameis Winston não sejam os substitutos ideais para o aposentado Drew Brees, tudo indica que New Orleans não deve ir atrás de um jovem QB no Draft 2021. A equipe deve focar em outros setores carentes como cornerback e achar um parceiro para Michael Thomas.


29. Green Bay Packers

Escolha: Greg Newsome II (CB – Northwestern)

A partida contra os Bucs na final da NFC deixou claro que a equipe precisa de mais talento na posição de cornerback no lado oposto a Jaire Alexander. Kevin King é fraco e deve perder a posição para Newsome.


30. Buffalo Bills

Escolha: Gregory Rousseau (EDGE – Miami)

Mesmo com os Chiefs sofrendo demais na linha ofensiva, o que ficou cristalino no Super Bowl 55, os Bills não conseguiram se aproveitar disso e pressionar Patrick Mahomes na final da AFC. Ficou claro que Buffalo precisa de mais ajuda no setor. Rousseau já foi um ‘prospecto top-5’ e deve adicionar uma boa dose de habilidade em um setor fraco de Buffalo.


31. Kansas City Chiefs 

Escolha: Sam Cosmi (T – Texas)

O SB55 mostrou também que a linha ofensiva precisa de mais profundidade – especialmente nas pontas. A defesa também deve receber mais peças complementares no pass-rush e na secundária.


32. Tampa Bay Buccaneers

Escolha: Kadarius Toney (WR – Florida)

Com a renovação da maioria dos grandes nomes da defesa, os Bucs devem focar em dar mais profundidade aos setores e trazer sangue novo pensando em possíveis baixas nas temporadas seguintes. No último ano, Toney se provou uma arma extremamente perigosa com a bola nas mãos e pode se encaixar muito bem com um papel ‘diminuído’ no potente ataque dos Bucs.

Tags: , , , , ,

Ex-estudante de jornalismo, Matheus escreve sobre suas maiores paixões: os esportes americanos.

Mais notícias